Uma #Professora, de 37 anos, foi acusada de praticar #sexo com um aluno de 13, em Joplin, no estado de Missouri, nos Estados Unidos. De acordo com as investigações, a mulher, identificada como Amanda Schweitzer, também teria enviado fotos do momento em que mantinha relações sexuais para outros três estudantes, de idade entre 13 e 14 anos. As informações são do jornal 'The Sun'.

A imprensa local conseguiu, nesta segunda-feira (3), ter acesso a documentos policiais que constam o abuso da mulher com o garoto 'CA', que aconteceu na última quarta-feira (29). O inquérito conta que Amanda teria conduzido o adolescente para um dos quartos da casa, onde tirou a roupa dela e de 'CA'.

Publicidade
Publicidade

A polícia não sabe informar se o menino abusado era um dos três adolescentes que ela enviou os registros da relação sexual. A Justiça americana proibiu a mulher de ter contato com todos os garotos e a família deles.

A mulher foi acusada por estupro de primeiro grau na última sexta-feira (31). Ela também está de licença administrativa da escola North Middle School, onde trabalhava como professora de leitura. Ela atuava na instituição de ensino desde agosto de 2010. O superintendente interino Norm Ridder não quis comentar o assunto.

Outros casos de abuso sexual

Assim como o caso veio de #Abuso Sexual da professora contra um aluno veio à tona, outros casos também chamaram a atenção pela ousadia. Uma professora de 27 anos foi presa depois de manter relações sexuais com um estudante de 17 anos no Texas, Estados Unidos.

Publicidade

Ela também era investigada sob suspeita de praticar sexo com outros estudantes.

Já a ex-professora Mary Beth, de 25 anos, desistiu da carreira após se envolver em uma polêmica por manter relações sexuais com um aluno de 17 anos. Assim que foi presa por 90 dias e ficar sob vigilância por mais de dez anos, a mulher virou stripper em um bar na região onde morava. Logo depois, a americana foi convidada para virar atriz pornô. Em uma entrevista a uma televisão do país, ela contou que leva a vida melhor do que na profissão que exercia anteriormente.