Duas jovens professoras, no estado de Louisiana, Estados Unidos, estão sendo julgadas por terem feito sexo a três com um dos seus alunos, na época, com apenas dezesseis anos de idade. Tal como informa o site do jornal “Correio da Manhã”, tudo começou quando o jovem começou por conversar no “Facebook” com uma das suas professoras, que teria até criado um perfil falso para se encontrar com o aluno. Depois de mais de quarenta relações sexuais em apenas dois meses, Shelley Dufresne, de 34 anos, teria chamado uma das suas colegas de profissão, Rachel, para terem uma sessão sexual a três com o jovem que aproveitava o momento para filmar tudo e mostrar aos seus amigos.

Publicidade
Publicidade

Porém, dessa vez, um dos seus amigos decidiu denunciar tudo às autoridades, que imediatamente detiveram as professoras.

Os casos de abusos e relações sexuais ilegais entre professores e alunos, sobretudo nos Estados Unidos, parecem subir a cada semana que passa, mesmo depois da Justiça americana ter decidido punir de forma severa todos aqueles que se envolverem com os jovens, sobretudo se forem menores.

Foi o que aconteceu com as professoras Shelley e Rachel, uma delas casada, que decidiram convidar o jovem para uma sessão sexual. Como informa o site “Correio da Manhã”, segundo os depoimentos do jovem, ambas começaram por fazer sexo oral uma a outra, enquanto ele filmava e via tudo. No final, alegadamente, o aluno não conseguiu ter relações sexuais com as duas ao mesmo tempo, sendo que uma das professoras teria mesmo sugerido ao jovem para tomar uns medicamentos para conseguir aguentar no momento.

Agora, e enquanto são oficialmente julgadas pelo crime que cometeram, Shelley, a #Professora que teve uma relação com o aluno durante dois meses, pode enfrentar uma pena de até dez anos de prisão, caso seja condenada.

Publicidade

Já Rachel apenas se sabe que as audiências para o seu caso vão se iniciar no próximo mês. Nas redes sociais, muitas pessoas, sobretudo pais americanos, garantem estar muito preocupados com a loucura que se tem verificado nas escolas desse país, exigindo que as autoridades, bem como os professores, tomem medidas urgentes para travar esses crimes que, muito facilmente, podem marcar negativamente a vida de um jovem. Pensa que ambas deveriam ser presas pelo crime? O que acham que leva essas mulheres, muitas vezes casadas e com empregos muitos estáveis, fazendo todas essas loucuras com os seus alunos? Deixe sua opinião embaixo. #Investigação Criminal