O programa Sexta às 9, do canal de televisão português RTP, transmitiu ontem (21), uma reportagem que apanhou em flagrante delito uma associação humanitária que faturava cerca de 2600 euros por dia alegadamente para ajudar idosos, crianças e animais abandonados. Os repórteres do programa conseguiram provas flagrantes que indicam que a associação Adeptos dos Sonhos não passa de um esquema de burla.

Assista à reportagem.

A reportagem do Sexta à 9 começa com a apresentadora Sandra Felgueiras, abordando uma jovem que estava pedindo dinheiro no Terreiro do Paço, um famoso ponto turístico de Lisboa. A jovem pedia dinheiro para a Associação Adeptos dos Sonhos e garantia que aquele valor seria destinado para ajudar crianças, idosos e animais abandonados.

Publicidade
Publicidade

Sandra Felgueiras decidiu confrontar a jovem e perguntar-lhe se tinha a certeza de que o dinheiro era destinado para ajudar, mas a moça não foi capaz de dar uma resposta concreta e acabou chamando uma superior que tentou convencer a repórter da legalidade do ato.

A equipe de repórteres decidiu então investigar o registo da Associação e descobriu que a mesma foi fundada por duas mulheres: Andreia Nogueira e sua mãe Amélia Bolas e está registada em uma morada de um prédio em Algés onde ninguém na vizinhança sabia que existia uma associação de caridade.

Vários repórteres disfarçaram-se de candidatos a voluntários para trabalhar na Associação e conseguiram encontrar-se com uma das responsáveis que contou todo o esquema. Na reunião, Andreia Nogueira explicou que os voluntários angariam dinheiro ao longo do dia e ganham 40% de tudo o que conseguirem recolher.

Publicidade

No final de cada dia, cada um é obrigado a deslocar-se ao escritório da Associação Adepto dos Sonhos para depositar os restantes 60%.

Trabalhando em conjunto com aquela Associação está uma empresa chamada Embrace Future, fundada pelo namorado de Andreia Nogueira. Essa empresa recruta também voluntários que recebem os mesmos 40% de comissão, no entanto, nesse caso, a empresa fica com 50% e entrega apenas 10% a Adeptos dos Sonhos.

A Embrace Future funciona em um pequeno escritório no Campo Grande em Lisboa. É uma empresa de Telecomunicações, Promoção e Publicidade e no seu escritório entram todos os dias vários jovens em busca de um emprego. A repórter conseguiu falar com uma vizinha do administrador da empresa que confirmou que aquela família tem muito má fama na zona e vive apenas de esquemas.

A Embrace Future não falou com a RTP, mas enviou um comunicado onde afirma que tudo o que aquilo que faz é legal e está previsto em um acordo social que tem firmado com a Adeptos dos Sonhos.

Como ficou provado pela reportagem do Sexta às 9, que você pode assistir no vídeo, toda a atividade, tanto da Associação Adeptos dos Sonhos como da empresa Embrace Future é completamente ilegal, no entanto, essas entidades têm conseguido autorização do Ministério da Administração Interna para continuar angariando fundos.

Publicidade

O que achou sobre essas revelações da reportagem da RTP? Comente. #portugal #Europa #Crime