Um vídeo chocante mostrando o desespero de uma mulher ao despencar do alto de um prédio escandalizou o mundo e ganhou as #Redes Sociais. As imagens mostram uma trabalhadora doméstica do Kuwait, no Oriente Médio, pendurada na janela do sétimo andar pedindo desesperadamente por ajuda. Enquanto tenta se segurar, ela é filmada por sua patroa que, ao invés de socorrer a trabalhadora, apenas se preocupa em gravar a cena. Logo em seguida, sem receber ajuda, a doméstica cai de uma altura de aproximadamente 20 metros.

A própria mulher que filmou a situação publicou as imagens nas redes sociais, que rapidamente viralizaram na #Internet.

Publicidade
Publicidade

Após a repercussão negativa do vídeo, policiais detiveram a patroa. Milagrosamente, apesar da queda, a vítima teve apenas ferimentos moderados, com um braço quebrado, e foi hospitalizada em seguida.

Veja o vídeo que mostra o momento da queda. (Imagens fortes):

Segundo informações de sites locais, a trabalhadora doméstica pretendia tirar a própria vida, porém, momentos antes de se jogar da janela ela desistiu da ideia e pediu ajuda para a patroa. Nas imagens, que têm cerca de 12 segundos, é possível ver a mulher pendurada para o lado de fora do edifício e pedindo ajuda. “Me segura, por favor!”, diz ela em um dos momentos da gravação. Já a patroa, por sua vez, apenas grita: “Volta pra cá, sua maluca!”. Logo em seguida, a emprega despenca da janela.

Outro vídeo compartilhado pela imprensa internacional mostra o momento do resgate da vítima.

Publicidade

Nele os policias trabalharam na remoção da mulher acidentada, que permanece o tempo todo consciente. Segundo informações, ela seria da Etiópia.

Além da comoção, a gravação gerou uma discussão com a sociedade civil do Kuwait. Organizações locais afirmam que o país abriga aproximadamente 600 mil trabalhadoras domésticas, a maioria vinda de países asiáticos. As reclamações de denúncias de abusos e maus tratos, além de trabalho escravo, são comuns na região.

Um advogado de uma ONG de #Direitos Humanos do Kuwait deverá abrir uma ação contra a mulher que fez as gravações a partir desta semana.