Os vídeos das vítimas do ataque químico na Síria divulgados nas redes sociais estão chocando o mundo. Os conteúdo das gravações mostram pessoas mortas e agonizando sufocadas, atingidas pelo uso de armas químicas na Síria.

O ataque na cidade de Jan Shijun, na terça-feira (4), deixou o saldo de mais de 80 mortos e centenas de feridos, várias vítimas foram socorridas em hospitais na Turquia. O ataque com armas químicas é considerado crime cruel e foi condenado por organizações e governos no mundo inteiro.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, se referiu ao presidente sírio, Bashar al-Assad, como um “assassino” em um pronunciamento, em Bursa.

Publicidade
Publicidade

Autópsias revelam o uso de armas químicas

Na Turquia, o ministro da Justiça, Bekir Bozdag, informou, nesta quinta-feira (5) que autópsias foram realizadas nas vítimas do ataque realizado contra a pequena província Síria de Idlib e confirmaram o uso de armas químicas. As autópsias foram feitas em três corpos de vítimas levadas da província de Idlib para Adana, no Sul da Turquia.

Representantes da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) e da Organização Mundial da Saúde acompanharam as autópsias. "O resultado dos exames comprovou o uso de armas químicas", afirmou o ministro Bozdag à agência turca de notícias Anadolu.

O governo sírio nega as acusações de uso de armas químicas, porém Recep Akdag, ministro de Saúde da Turquia, já havia declarado, nesta quarta-feira (5), que existiam "provas" do uso desse tipo de arma no ataque.

Publicidade

"Esta investigação científica demonstrou que Bashar al- Assad utiliza armas químicas", reafirmou o ministro turco Bozdag após sua constatação no resultado das autópsias.

Trump ameaça uma ação unilateral

Os vídeos do ataque covarde permeiam as redes sociais e chocam o mundo mais uma vez. O presidente dos Estados Unidos, #Donald Trump, disse em tom de ameaça que o país tem de agir. E um claro aviso, ele disse que não vai tolerar esse tipo de crime, alertando que quando morreram bebês e crianças inocentes por causa das armas químicas. "Isso ultrapassa muitas linhas vermelhas", alertou Trump.

O presidente dos Estados Unidos, em seu pronunciamento, garantiu que "as ações hediondas do regime de Assad não podem ser mais toleradas".

O presidente Bashar al-Assad tem sido alvo de várias acusações, que se fortaleceram após as imagens fortes do ataque à cidade de Jan Shijun se espalharem pelo mundo. São vários vídeos com imagens de crianças e adultos mortos, corpos estendidos no chão, paralisados, muitos ainda sufocando.

Segundo várias organizações, os sintomas são de ataque com o mortífero gás sarin. Os vídeos abaixo trazem imagens fortes e devem ser evitadas pelas pessoas mais sensíveis:

#Guerra #guerra na síria