Davis Cripe, estudante norte-americano de apenas 16 anos, morreu de ataque cardíaco depois de ingerir, em um período de duas horas, três bebidas bastante populares em boa parte do mundo.

O caso aconteceu na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, e Cripe estava na escola, a Spring Hill High School, em Chapin, quando teve a parada cardíaca e desmaiou. O caso aconteceu no dia 26 de abril, mas só foi divulgado pelo Daily Mail e virou assunto bastante comentado nas redes sociais nesta terça-feira (17).

Pouco antes de sofrer o ataque, o adolescente havia consumido uma garrafa de refrigerante da marca Mountain Dew, uma bebida energética e um café da lanchonete McDonalds.

Publicidade
Publicidade

Por trás das bebidas há algo em comum: #cafeína. As três bebidas que David Cripe consumiu contêm cafeína e essa pode ter sido a causa da #Morte. Em duas horas, o adolescente ingeriu 434mg do produto, enquanto o valor diário recomendável é de 400mg.

Segundo Gary Watts, médico do condado de Richland que atendeu o garoto, ele não tinha problemas cardíacos antes do ocorrido e era saudável no momento de sua morte.

O pai do garoto, Sean Cripe, colocou a culpa no energético e deu um recado a todos os pais. “Falem com seus filhos sobre os perigos dessas bebidas energéticas”, alertou. E disse aos adolescentes para parar de consumi-los.

Repercussão

A divulgação da morte do adolescente de apenas 16 anos repercutiu em todo o mundo. No Brasil, virou um dos assuntos mais comentados do Twitter durante a tarde e início de noite desta terça-feira.

Publicidade

Muita gente ficou assustada com o fato de o rapaz ter morrido pelo consumo excessivo de cafeína e muita gente associou a morte somente ao café, mas na verdade o adolescente bebeu também refrigerante e energético.

Consumo de café

Entre os anos de 1800 e 1930 o Brasil viveu intensamente o ciclo do café em terras tupiniquins. Os grãos que produzem o cafezinho nosso de dia foram contrabandeados da Guiana Francesa e chegaram ao país.

Importante na economia, o café caiu no gosto do Brasil. Segundo levantamento patrocinado pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), parceria do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, realizada no período de novembro de 2013 a outubro de 2014, o café é a segunda bebida mais consumida em todo o Brasil. No primeiro lugar está a água.

No período da pesquisa, o consumo em todo o Brasil passou de 20.085 milhões de sacas para 20.333 milhões. Cada saca pesa 60 kg. São 4,89kg de café por ano consumido por cada habitante do país.