Nessa semana, um momento curioso foi registrado no Vaticano. O Papa Francisco recebeu, no maior centro religioso católico do mundo, o presidente dos Estados Unidos, o polêmico Donald Trump. Com o americano bilionário, estavam também a filha, o genro e sua esposa, a primeira-dama Melania. Além da cara pouco amistosa do Papa, o que chamou a atenção foi o fato de Melania e uma das filhas de Trump estarem totalmente de preto. As vestimentas lembram bastante algumas roupas utilizadas em dias de luto. Além das vestimentas pretas, ambas estavam usando um véu sobre seus cabelos, mostrando o respeito que têm com vossa santidade.

Mulheres famosas tiveram que optar por roupas escuras

O mesmo acontecia em outros tempos, como quando as rainhas faziam visitas ao Papa.

Publicidade
Publicidade

Rainha Elizabeth II foi uma delas. De preto, ela esteve ao lado de João Paulo II, já falecido. Não é bem obrigatório usar preto ao lado do Papa, mas o branco é sim quase proibido e visto como sinal de extravagância. O vaticano, inclusive, instrui quem se encontrará com o pontífice em como se portar durante visitas ou audiências importantes com o líder religioso da igreja católica, uma das instituições mais antigas e respeitadas do planeta. Além da rainha e da mulher de Trump, quem já apareceu no Vaticano de "pretinho básico" foi Michelle Obama, mulher do ex-presidente dos Estados Unidos.

Abaixo veja uma foto da ex-presidente Dilma Rousseff em uma visita ao #Papa Francisco:

Saiba quem são as sete mulheres em todo o planeta que têm permissão de usar branco ao lado do Papa

Apesar da sugestão do Vaticano, sete mulheres em todo o mundo têm o direito de não usarem preto e encontrarem com a Vossa Santidade de branco.

Publicidade

Para utilizar essa cor ao lado do religioso, a fiel tem que ser rainha ou princesa e ter, desde sempre, expressado a sua fé à igreja católica. Tal direito, em italiano, chama-se "il privelegio del branco". Para completar, o Papa ainda tem que der dado para a mulher ou sua família o título de "Rex Catholicissimus". Essa é uma marca hereditária, mas que para valer tem a necessidade de que a pessoa continua a propagar que defende e acredita nos preceitos da Igreja Católica.

As mulheres de branco

Podem usar a vestimenta branca ao lado do Papa a rainha Letícia da Espanha, a rainha emérita Sofia da Espanha, a rainha consorte Matilde da Bélgica e a rainha Paola da Bélgica, a grã-duquesa Maria Teresa de Luxemburgo, a princesa Marina de Nápoles e a princesa Charlene do Mônaco.

Deixe seu comentário. Ele é sempre importante.