Na terça-feira (23), dois astronautas da Agência Espacial Americana (#Nasa), depois de 2h46 de trabalho no espaço, tiveram êxito na substituição de uma caixa de retransmissão de computadores, chamada Multiplexer-Demultiplexer (MDM), inativa desde o último sábado (20).

De acordo com o comunicado no site da agência, o comandante Peggy Whitson da expedição 51 e o engenheiro de voo Jack Fischer, além de resolverem o problema, vital para a continuidade da ISS, ainda instalaram um par de antenas na estação.

A implantação desses novos objetos, segundo a NASA, visa aprimorar a comunicação sem fio em futuras caminhadas espaciais, aumentando a segurança dos profissionais envolvidos nesse tipo de atividade.

Publicidade
Publicidade

O equipamento trocado é responsável pelo funcionamento de diversos sistemas da ISS, como as matrizes solares, radiadores, circuitos de refrigeração entre outros – veja o vídeo.

Embora o tempo da caminhada espacial pareça insignificante para nós, que estamos em solo, esse período no #Espaço é suficiente para completar quase duas voltas ao redor do nosso planeta.

Conforme a NASA, isso é possível devido ao fato da ISS viajar a mais de 27.300 km/h.

O engenheiro Fischer, por exemplo, não escondeu a emoção ao vislumbrar a Terra a partir do cenário cósmico. “Veja isso? Uau!", comentou com o centro de comando em solo – confira a seguir.

Publicidade

Ao todo, essa foi a caminhada número 201, somando um total de 1.250 horas e 41 minutos de exploração espacial.

A comandante Whitson, por exemplo, é a mulher que passou mais tempo em missões externas da ISS.

No ‘ranking geral’, ela, que realizou a décima caminhada no cosmos, está em terceiro lugar na lista de todos os tempos acumulados, de acordo com a NASA.

UFOs captados durante a caminhada?

Sempre que surge uma gravação do espaço pelas lentes da ISS, entusiastas da vida alienígena alegam observar objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs).

No Youtube, são frequentes vídeos desses hipotéticos objetos, próximos à estação. Contudo, a NASA já explicou diversas vezes a origem dos brilhos como sendo anomalias nas lentes, reflexo solar etc.

Porém, para os crentes, “tudo que reluz é ouro”. E dessa vez, como sempre acontece, eles alegam que dois supostos UFOs passaram em alta velocidade logo abaixo dos astronautas, durante a caminhada de terça-feira.

É provável que sejam apenas detritos espaciais. Mas, na dúvida, disponibilizamos o vídeo para análise particular dos interessados.

#Curiosidades