Uma sobrevivente de um ataque de ácido casou-se com o seu namorado, depois que ele ficou com ela durante todo o tratamento, enquanto sua família a repudiou. Kavita Baruni, de 26 anos, de Lucknow, no Uttar Pradesh, no norte da Índia, casou-se com "o amor da sua vida" Nitesh Verma, de 27 anos, depois de ter sido brutalmente atacada por um homem que ela rejeitou. E depois que sua família lhe virou as costas, enquanto ela lutava para levar seu atacante à Justiça, Nitesh permaneceu sempre do seu lado. Depois de tanta sofrimento, eles se casaram em abril, rodeados por amigos próximos e pela equipe médica que a ajudou a se recuperar.

"Foi o melhor dia da minha vida.

Publicidade
Publicidade

Eu nunca me senti tão abençoada. Eu me casei com o homem que sempre amei e não há melhor sentimento do que isso. Meu atacante acreditou que minha vida estava arruinada e ninguém se casaria comigo, mas meu marido nunca saiu do meu lado e me apoiou por toda a parte. Não posso agradecê-lo o suficiente", contou Kavita, ainda emocionada.

Eles se conheceram em 2011, quando trabalhavam juntos em um escritório antes de se apaixonarem. Porém, um vizinho de Kavita não gostou. Saif, de 25 anos, ficou com ciúme e foi ele quem pensou o #Ataque com ácido. Em junho de 2012, a jovem indiana foi atacada por dois homens, acabando em um hospital público, onde os médicos confirmaram que o ácido tinha derretido partes de seu rosto, couro cabeludo, ombros e mãos. "Eu estava devastada. Foi um tempo muito escuro para mim.

Publicidade

Senti que tinha perdido tudo, até a esperança de viver", contou Kavita, que por essa altura, acreditava que nunca mais homem nenhum a iria querer.

No entanto, Nitesh se recusou a sair do seu lado, passando noites e finais de semana no hospital, dando seu apoio para ela. Foi ele quem mais a encorajou quando ela perdia forças para lutar e foi ele quem a convenceu a levar os atacantes na Justiça. "Nitesh me fez lutar por meus direitos e obter justiça. Fiquei determinada em ver meus atacantes atrás das grades", declarou Kavita em declarações citadas pelo jornal Daily Mail.

Em sentido contrário, sempre estiveram os pais de Kavita, que teriam preferido que ela se calasse e que nem saísse de casa, protegendo a reputação da família. Eles disseram mesmo que se ela levasse o caso ao tribunal, teria que sair de casa. E foi o que ela fez, com o apoio de Nitesh.

Saif foi preso em julho de 2012 e passou oito meses na cadeia até ser libertado sob fiança. Agora, está aguardando julgamento em liberdade.

Publicidade

Kavita diz que não tem medo, apesar de ele já a ter ameaçado novamente. No entanto, ela acredita na justiça e quer incentivar mais mulheres a lutarem por seus direitos: "Nós não somos os criminosos. Somos a vítima. Não devemos nos esconder. Precisamos defender os nossos direitos, mesmo que isso signifique ir contra a nossa família".

Desde os ataques, Kavita fez três cirurgias resconstruitivas no rosto e, lentamente, sua confiança vai crescendo. Porém, os obstáculos são ainda muitos. A jovem contou como foi difícil que um salão de beleza aceitasse prepará-la para o dia do seu #Casamento, agora neste mês de abril. Eles se recusaram em maquiá-la, só porque ela tem o rosto diferente.

#Crime