Uma das notícias mais comentadas em toda mídia na semana passada foi o suposto ataque de tubarão sofrido pela atriz norte-americana de filmes adultos, Molly Cavalli.

No vídeo, é possível ver um tubarão da espécie limão atacar violentamente a moça, que se encontrava dentro de uma gaiola. Ela é vista lutando desesperadamente para sair de dentro da água e voltar para a segurança do barco da equipe de filmagem. Ao conseguir sair, ela mostra o resultado do ataque que sofreu: um ferimento profundo no pé e tornozelo. Segundo a jovem, teria sido necessário 20 pontos para fechar o corte.

A atriz, na ocasião, ainda tranquilizou os seus seguidores por meio de uma mensagem em suas redes sociais:

"Obrigada a todos que me desejaram melhoras.

Publicidade
Publicidade

Estou totalmente bem. Não é tão ruim quanto parece. Eu estou me curando rapidamente. Apesar de tudo que aconteceu, ainda foi uma experiência incrível", publicou.

Acontece que o caso sofreu uma reviravolta e a atriz está sendo acusada de ter implantado essa farsa para conseguir alavancar a carreira e divulgar o novo filme.

Pelo menos, é o que afirma Bryce Rohrer, proprietária do Flórida Shark Diving. A mulher alega ter sida procurada pela loira meses atrás, que veio com uma proposta clara de filmar um mergulho e simular um #Ataque.

"Eu conversei diretamente com a Molly e ela disse que estava planejando fazer um vídeo que simulasse uma mordida com a clara intenção de viralizar", revelou à rede de notícias CBS.

A Sra. Rohrer diz ter recusado a proposta imediatamente, pois é uma defensora da vida selvagem e tem o enorme prazer em mostrar a importância dos tubarões para a sociedade.

Publicidade

Ela disse ainda que tem como prova uma mensagem de texto vinda da atriz, com uma foto mostrando como ficaria o resultado do acidente.

Quem também questionou a veracidade do ataque foi o biólogo e respeitado especialista em tubarões, George Burges, do International Shark Attack File.

O homem, também em entrevista à CBD, deixou bem clara qual é sua opinião sobre esse assunto:

"Eu posso dizer que, de fato, não foi uma mordida de tubarão. Como foi infligido, se é que foi, pois eu duvido muito, eu não sei! Mas, mordida posso afirmar que não era. Me parece mais um trabalho de uma equipe de maquiagem do que outra coisa", disse o especialista, que ainda continuou:

"Tudo aquilo foi trabalho de relações públicas. Uma manobra de marketing. Foi um golpe e funcionou", finalizou.

Parece que o especialista está certo. O trabalho funcionou e o vídeo viralizou, contando com mais de 14 milhões de visualizações só no YouTube.

Até agora Molly e a equipe de filmagem da CamSoda, produtora de filmes adultos e responsável pelo vídeo, não responderam às acusações. #Polêmica #Blasting News Brasil