Hoje em dia, são vários os pais corujas que gostam de compartilhar na mídia social vídeos de seus #Bebês e crianças fazendo coisas bonitas. Foi o que aconteceu com Toni McCann, que compartilhou um vídeo, que se tornaria viral na internet, com o seu bebê falando “olá”. Na época, o ele tinha somente 7 semanas de vida e o momento em que disse um “hello” em vídeo se tornou viral e teve milhares de compartilhamentos. Um momento adorável, que não fazia essa #mãe imaginar o que futuro iria trazer. Entretanto, o menino agora está com 2 anos, tem autismo e não fala nada.

O filho de Toni McCann tem #Autismo e é não verbal. Depois de compartilhar tal alegria de ele "falar" tão cedo em sua vida, Toni agora encontra-se ansiosa para escutar seu bebê dizer um "olá, mamãe".

Publicidade
Publicidade

O vídeo, mostrando o pequeno Cillian dizendo sua primeira palavra, foi viral em todo o mundo há dois anos, depois de uma estação de rádio local o ter compartilhado. Toni e o marido Paul deram até entrevistas para programas de TV americanos.

Veja o vídeo do bebê falando “olá”:

Toni, de 38 anos, disse ao jornal britânico Mirror que "este foi um momento precioso e real. Cillian tem dois anos, tem autismo e não fala. Ainda estou ansiosa para o dia em que ele vai voltar a dizer 'olá'. Cillian não fala nem um pouco, sonho o tempo todo ouvindo sua voz pequenina, eu ficarei muito feliz e extremamente emocionada quando o ouvir falar novamente".

Toni tem mais três filhas que estão tão empenhadas quanto ela para ver o irmão falar novamente. "Minhas meninas rezam todos os dias por isso. Não tenho dúvidas de que ele vai conseguir, ele nos surpreende todos os dias", diz a mãe.

Publicidade

Ela contou que Cillian é muito especial e que tem ensinado muito para toda a família. "A primeira coisa que ele nos ensinou é que o amor não precisa de palavras, o amor que ele e eu temos é incrível e singularmente especial: ele me adora e eu a ele", afirmou Toni.

Quando eles finalmente receberam um diagnóstico para Cillian, Toni escreveu um post sincero no Facebook, explicando a história do seu bebê. "Obviamente, Cillian sempre foi um menino especial. Ele disse 'olá' com 7 semanas, por amor de Deus! Com cerca de 15 meses, eu sabia que ele estava no espectro autista. Eu não estou com vergonha de dizer que eu estava esperando que ele poderia crescer fora dele, ou que ele iria começar a ser mais normal, quando ele ficasse maior. No entanto, à medida que ele crescia, suas diferenças se tornavam mais óbvias", publicou a mãe.

Apesar disso, Toni não tem dúvidas que seu filho é muito especial e garante que ele é o "garoto mais amado do mundo".

Toni contou que todo esse processo está sendo difícil, mas diz que já chegou a pensar que o melhor é aceitar do jeito que ele é, "muito carinhoso, apaixonado por comida, TV e sua mãe".

Publicidade

"Agora estou no lugar de aceitação, aceitação de que o meu bebê tem autismo e aceitação de que o céu é o limite para ele. Eu estou ansiosa para encontrar novas maneiras de entrar em seu mundo e também encontrar formas de ajudá-lo a prosperar neste mundo, onde não é muito fácil se aceitar alguém 'diferente'", disse Toni para o jornal Mirror.