Neste ano, o Brasil viveu uma grande discussão a respeito do preconceito contra a mulher e também sobre o assédio sexual e agressão em nossa sociedade. O caso envolvendo o ator José Mayer, por exemplo, teve ampla repercussão. A esposa do cantor Victor, da dupla Victor e Léo, também chegou a acusá-lo de agressão. Em ambas as situações, a vítima decidiu tentar interromper o processo. No caso do ator, o processo por assédio sexual foi arquivado pela Polícia do Rio de Janeiro. Já para Victor a coisa é mais complicada, já que a esposa chegou a abrir um registro de ocorrência contra ele, antes de desistir de tentar incriminá-lo.

O caso da mulher que 'capou' o seu estuprador

Nessa semana, uma notícia envolvendo um ato de uma vítima de tentativa de estupro ganhou o noticiário internacional.

Publicidade
Publicidade

De acordo com as informações repercutidas, um estudante indiana acabou arrancando o pênis de seu algoz, impossibilitando não apenas que ele tentasse realizar tal #Crime contra ela, mas também contra qualquer outra mulher. Alguns vídeos chegaram a ser divulgados pela imprensa internacional mostrando o caso. Um deles pode ser visto ao final dessa matéria.

A tentativa de estupro aconteceu na casa da moça nesta sexta-feira (19). O homem teria invadido a residência dela, localizada no Sul da Índia, tendo como único objetivo violentá-la sexualmente. Mais tarde, a surpresa apareceu e descobriu-se que o suposto estuprador, na verdade, seria uma entidade religiosa muito respeitada na região, um Guru.

A vítima, que tem 23 anos, estuda Direito. Ela diz ter sido atacada pelo Guru, identificado como Hari Swami.

Publicidade

Segundo a jovem, que não teve o nome revelado, o homem, de 54 anos, queria fazer sexo forçado com ela. A jovem já conhecia Hari, o que tornou a história ainda mais curiosa. isso porque o Guru já prestava serviços para sua família, que acreditaria em seus poderes miraculosos.

A estudante de direito então decidiu se defender. "Ela usou uma faca em sua defesa e cortou seu pênis", disse o chefe de polícia do distrito G Sparjan Kumar. Após ser atacado, o Guru foi levado, às pressas, para um hospital da região. Ele passou por procedimentos cirúrgicos e não ficou explícito se seria possível resgatar o seu órgão genital. Já a mulher, segundo as autoridades, está recebendo apoio do governo, inclusive, o psicológico.

Assista abaixo a um vídeo que mostra o religioso já no hospital, após ter passado por esse momento importante em sua vida.

O que você achou da atitude da mulher? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas diversos.