Na noite de segunda-feira (22), um ataque terrorista surpreendeu a Inglaterra. O fato, que aconteceu durante uma apresentação da cantora norte-americana Ariana Grande, deixou 22 mortos e mais de 70 feridos, entre eles crianças, jovens e adultos. Confira a identidade de dez vítimas fatais deste trágico atentado a bomba.

Georgina Callander

A jovem de 18 anos foi a primeira vítima identificada pelos legistas que receberam os corpos da vítima. Georgina se dizia a fã número 1 de #Ariana Grande e exibia com orgulho em suas redes sociais uma foto onde aparece abraçada com a cantora.

Olivia Campbell

A menina de 15 anos teria ido ao evento acompanhada de diversos amigos.

Publicidade
Publicidade

Após o atentado ser noticiado na mídia, a mãe de Olivia fez um apelo comovente solicitando notícias sobre a filha. Horas mais tarde, a mãe da adolescente noticiou nas redes sociais o falecimento da filha.

Saffie Roussos

A menina de apenas 8 anos foi a vítima mais nova do atentado. Saffie, que mesmo com a pouca idade admirava a cantora, foi ao show acompanhada de sua mãe e irmã mais velha. Ambas sobreviveram.

Angelika e Marcin Klis

O casal, que não assistiu ao evento e aguardava pelas duas filhas do lado de fora da casa de shows, foi atingido e morreu no local.

Publicidade

John Atkinson

O jovem de 26 anos estava acompanhado de vários amigos. Em dado momento, o rapaz decidiu ir embora e, ao se dirigir para a porta de saída, foi atingido pela explosão.

Kelly Brewster

Dada como desaparecida pela família no dia do atentado, Kelly, de 32 anos, foi identificada pela equipe de resgate como uma das vítimas fatais.

Nell Jones

A estudante de 14 anos havia conseguido permissão para assistir ao show na companhia de outros amigos de colégio. Do grupo de amigos, ela foi a única vítima fatal.

Alison Howe

A mãe de 45 anos aguardava pela filha na área externa de onde que acontecia o show.

Publicidade

Alison foi atingida próxima ao portão de saída e morreu no local.

Martyn Hett

O jovem de 29 anos atuava como gerente de relações públicas em uma empresa e era considerado um “amante das divas americanas”.

A cantora se pronunciou nas redes sociais e afirmou estar “destruída”. Ariana Grande demonstrou solidariedade às vítimas e entrou em contato com os familiares que perderam seus entes durante o atentado à bomba ocorrido durante o show, se prontificando para arcar com as despesas fúnebres dos que partiram naquele fatídico dia.

Abatida, Ariana agora se encontra nos Estados Unidos, mais precisamente na cidade de Boca Raton, onde sua família reside. #atentado em Manchester #Vítimas atentado terrorista