O mais novo presidente da #França, Emmanuel Macron, empossado no dia 14 de maio é o mais jovem presidente da história do país com 39 anos de idade. Candidato centrista, foi eleito com 66% dos votos, derrotando Marine Le Pen, candidata da Frente Nacional.

Ele é casado com Brigitte Trogneux, 24 anos mais velha. Apesar de algumas reações com charges em jornais, posts agressivos nas redes sociais ofendendo Brigitte, o casal não se importa com preconceitos relativos à diferença de idade entre eles. O presidente ainda era menor de idade quando se apaixonou por Brigitte, que fora sua professora de teatro no colégio La Providence, em Amiens, na época com 42 anos.

Publicidade
Publicidade

#Emmanuel Macron ainda nem tinha nascido quando Trogneux se casou pela primeira vez.

Cumprindo a promessa de que a magistrada não se livraria dele, casaram-se em 2007, ele com 29 anos e ela com 54. Com o pretexto de passar mais tempo junto com a professora, Emmanuel quis escrever uma peça com ela, passando, assim, as noites de sexta-feira juntos. Brigitte ficou cativada pela inteligência do aluno, considerando-o diferente dos demais.

Os pais de Emmanuel reprovaram a relação, transferindo o rapaz para outra escola. Sua despedida com a professora foi prometendo que um dia ele voltaria para que se casassem. Ao atingir a maioridade, começaram a namorar secretamente, então Brigitte divorciou-se, largando tudo por Emannuel, exceto os três filhos de seu casamento anterior, que atualmente vivem com o casal.

Publicidade

Emannuel foi alvo de fofocas que alegavam que o jovem presidente seria homossexual, aproveitando sua relação com a ex-professora como se fosse fachada para esconder sua opção sexual, o que foi desmentido pelo mesmo. Emmanuel Jean-Michel Frédéric Macron nasceu em Amiens, uma cidade localizada ao norte da França, a 120 km de Paris, a mesma cidade onde faleceu o famoso escritor Júlio Verne. Foi aluno de Filosofia na Universidade de Paris X - Nanterre, e fez mestrado em políticas públicas no Instituto de Estudos Políticos de Paris, formando-se, posteriormente, na Escola Nacional de Administração, em 2004.

Em seu primeiro discurso como presidente da França, Macron declarou: “Os franceses elegeram a esperança e o espírito de conquista. O mundo e a Europa necessitam hoje mais do que nunca de uma França forte e segura de seu destino, de uma França que levante a voz da solidariedade, que saiba inventar o futuro.” #Brigitte Trogneux