Uma criança morreu após ter sido brutalmente atacada por um pitbull na última segunda-feira (8), em Las Vegas, Estados Unidos. A vítima do ataque foi identificada pela polícia como Kamiko Dao Tsuda-Saelee, de apenas seis meses. O animal, que atende pelo nome de Mana, atacou o bebê [VIDEO]dentro da residência da vítima. Conforme relatos, a menina ainda foi socorrida, mas acabou morrendo no hospital.

Conforme informações das autoridades locais, Layla Tsuda, mãe da vítima, deixou a criança dentro do andador para ir ao banheiro da casa. Assim que retornou, o fato já havia se consumado. O animal havia acabado de atacar a vítima, mas Layla ainda conseguiu tirar o bebê da boca do animal e levá-lo até a unidade médica da cidade.

Publicidade
Publicidade

A criança recebeu todos os atendimentos necessários para o caso, mas, infelizmente, não resistiu aos ferimentos e morreu. "Eu não tenho palavras para expressar a minha dor", disse a mãe da vítima.

O pitibull era animal de estimação da família por mais de nove anos. Segundo Tsuda, ele nunca havia mordido ninguém. Logo após matar a vítima, o animal foi posto para doação pelo controle de animal do condado de Clark.

"O dono entregou o cachorro ao condado. Um cão que atacou e matou uma pessoa não teria permissão para ser adotado", disse um funcionário do canil. Segundo informações repassadas pela polícia, a família não será acusada pela morte da vítima, definida como uma fatalidade [VIDEO]. "É uma verdadeira tragédia. Independentemente de confiar em um animal, você deve ter a certeza de que ele vai ser supervisionado.

Publicidade

Você tem uma família que vai estar sofrendo hoje e pelo resto de suas vidas", disse o policial do caso, Larry Hadfield.

A família criou uma página no GoFundMe para arrecadar dinheiro e pagar as despesas do funeral do bebê. "Quando um de nós se machuca, todos nos ferimos. Nunca é fácil perder um ente querido, especialmente uma criança. A perda de você é sentida de toda a maneira aqui no Havaí. Descanse com Jesus, anjinho", escreveu um parente da vítima no Facebook. #Animais #Crime #Investigação Criminal