Trigêmeos são sempre uma alegria para a família, mas há grandes riscos associados a gestação. Um desses riscos são gêmeos unidos ou parasitas. Foi o caso de uma mulher de 21 anos, que não teve o seu nome revelado por motivos óbvios, que recentemente deu à luz um bebê do sexo feminino com uma cabeça extra, presa em seu estômago. Conforme informações, a mãe tinha ido ao Hospital Ram Snehi, em Jahazpur, na Índia, queixando-se de dor durante a gravidez.

Ela foi imediatamente encaminhada para uma ecografia e um ultrassom. Os médicos disseram que ela estava gestante de gêmeos, mas eles não descobriram que o outro gêmeo era parasita, até depois do nascimento.

Publicidade
Publicidade

Gêmeos parasitas são um tipo de gêmeos unidos em que um cessa o desenvolvimento durante a gestação e torna-se totalmente dependente de algumas funções corporais do feto completo. O gêmeo incompleto é o parasita, porque é apenas parcialmente formado e não é funcional. Casos de gêmeos parasitas são muitos raros e acredita-se que representam apenas um por um milhão de nascidos vivos, de acordo com a literatura médica.

No momento em que o bebê nasceu, descobriu-se que ela tinha uma cabeça extra, presa ao estômago, e uma terceira mão. A cabeça não tinha ouvido e nem olhos, mas estava se alimentando do suprimento de sangue da menina saudável e privando-a de nutrientes. Felizmente para a mãe do bebê e seu marido agricultor, de 24 anos, os médicos indianos foram capazes de remover o gêmeo parasita durante uma cirurgia complicada de quatro horas no Hospital JK Lone, em Jaipur.

Publicidade

A Dra. Vijiyeta Garg, ginecologista que cuidava da mulher, assegurou à família que tanto a mãe como a criança poderiam ser salvas, embora o marido alegasse que a mãe era a prioridade. A operação foi realizada no dia 26 de abril e o primeiro filho do casal está se recuperando e será liberado ainda esta semana. Falando sobre a peculiaridade do caso da criança, o Dr. Pravin Marthur, da unidade pediátrica do hospital, relatou que a cirurgia foi bem sucedida.

"Este é um dos casos mais raros de gêmeos parasitas. Os pais nos disseram que a mãe tinha sido submetida a uma ultrassonografia e outros testes, mas não foi informada sobre a realização de um gêmeo subdesenvolvido. Eles foram pegos de surpresa quando viram o bebê. Nós tivemos que convencê-los a nos dar uma autorização para fazer a cirurgia para salvar a vida da sua filha. Após consulta imediata com uma equipe de radiologista e apoio de professores assistentes, removemos com sucesso a cabeça da criança viável”, disse o doutor. #Bizarro #Mundo #Curiosidades