A polícia revelou um #Crime horrendo, após desvendar o que aconteceu com uma jovem mulher, que havia desaparecido na Índia. Após as buscas, os investigadores encontraram partes do corpo da jovem de 23 anos sendo devoradas por cães. Depois do triste desfecho, a polícia já anunciou que prenderam um homem, chamado Sumit Kumar, e seu sócio, Vikas. Ele é o principal suspeito de cometer esse crime, que teria contado com seis outros homens. O caso foi definido como rapto, estupro, assassinato e tentativa de profanação do cadáver.

De acordo com a investigação, a jovem foi sequestrada de Sonipat e levada para a cidade de Rohtak, também na Índia.

Publicidade
Publicidade

Lá, ela foi estuprada e torturada com objetos afiados antes de ter seu crânio esmagado com tijolos. Os criminosos a esmagaram com um carro, na tentativa de desfigurar seu corpo e impedir a identificação.

Sumit Kumar, o ex-namorado da jovem, aparece agora como principal suspeito desse crime. Ele, juntamente com seis amigos, teriam estuprado a jovem, como vingança por ela ter terminado o namoro. Ele teria tido ajuda desses homens durante o sequestro, de acordo com a família da vítima.

A polícia confirmou a suspeita dizendo que Sumit já assumiu o crime. O jovem teria afirmado que mataram a garota depois de a violarem. Também os resultados da autópsia parecem ir de encontro com essas declarações, revelando que a vítima foi intoxicada com sedativos no refrigerante. Quando a jovem foi brutalmente assassinada, ela poderia já se encontrar inconsciente.

Publicidade

"Sua cabeça foi esmagada brutalmente", disse o especialista em medicina forense, Dr. SK Dhatarwal.

A família da vítima contou como foi o final do relacionamento com Sumit, depois de ele a ter pressionado para casar. Ela teria se recusado, mas ele teria continuado tentando. De acordo com o suspeito, ele teria pedido novamente para ela se casar com ele, antes do crime. Como ela se recusou, ele a matou, agindo por raiva.

"Eu estava apaixonado por ela e ela também me amava. Houve uma altercação entre nós e eu a matei com um tijolo", disse Sumit à polícia.

O caso vai continuar sendo investigado, enquanto a polícia ainda procura pelos outros criminosos. Se desconhece ainda quais penas podem apanhar esses sujeitos. A mãe da jovem quer ver todos os envolvidos no crime brutal contra sua filha enforcados.

A Índia é um dos países com números mais elevado de estupros. As estatísticas do governo mostram que quase 90 por cento das violações são cometidas por pessoas conhecidas das vítimas. #Estupro #India