Um homem britânico de 62 anos optou por eutanásia, no final da sua vida. Porém, apesar de anos de sofrimento, o final de Nigel Casson é inspirador. O homem, que foi soldado, manteve seu sorriso até o final. Sua mensagem de despedida no #Facebook demonstra como ele se manteve até o último dia, sempre contando piadas. "Eu estava morrendo para postar isso. Ha ha ha ha ha. Obrigado e adeus", escreveu Casson, pouco antes de morrer, em uma clínica na Suíça.

Ele lutava contra a #Doença do neurônio motor por 10 anos, precisando de cuidados 24 horas por dia, já que não era mais capaz de realizar as tarefas mais básicas. Ele estava cansado de tudo e queria morrer "com dignidade" e não ser "torturado" em um final de vida penoso.

Publicidade
Publicidade

O empresário pediu à esposa Julie para postar a mensagem on-line pouco antes de morrer na clínica na Suíça. Ele nunca chegou a ver as centenas de comentários que recebeu, até porque queria aproveitar suas horas finais, em vez de ficar "colado ao Facebook". Nigel passou o tempo com sua esposa e seus três filhos, Craig, 42, Eleanor, 38, e Rebecca, 33. Casados há 39 anos, Julie, de 58, está vivendo agora os primeiros momentos sem o companheiro de toda uma vida.

Julie contou que a família se reuniu na clínica na Suíça e que, mesmo quando apertavam o botão para administrar as drogas fatais, o marido continuava sorrindo e fazendo piadas. Sobre seu desejo de morrer, Julie aceitou o pedido do marido: "Você tem que respeitar as decisões das pessoas, mas foi doloroso quando ele me disse que era isso que ele queria fazer.

Publicidade

Ele brincava e ria todos os dias. Ele foi uma inspiração e ajudou o resto de nós a lidar com os efeitos dolorosos da doença do neurônio motor".

A doença destrói os músculos da vítima, deixando-os incapazes de se mover, falar, comer ou respirar. Nigel já não conseguia caminhar há vários anos e preferiu terminar com sua vida, antes que seu estado se agravasse. Conhecendo bem os efeitos de sua doença degenerativa, Nigel decidiu pelo "suicídio assistido", que considerava errado ser ilegal na Grã-Bretanha.

Por essa razão, ele se deslocou até uma clínica, perto de Zurique, na Suíça, onde a #Eutanásia é permitida.

Veja a carta de despedida de Nigel:

Tradução da carta de despedida de Nigel:

"Hoje, tenho grande alegria em anunciar que encontrei a única e única cura para a MND, mas é com grande tristeza que tive que ir na clínica Dignitas, em Zurique, para terminar minha vida. Gostaria de agradecer a todos os meus amigos do Facebook pelo seu apoio e amizade desde que entrei em 2008, um ano depois dessa doença cruel.

Publicidade

Vocês têm sido um tremendo apoio para mim durante os dez anos desta doença.

É uma vergonha que as leis deste país me impeçam de fazer isso em minha própria casa. Minha decisão foi tomada porque eu queria recuperar o controle de minha vida e tirar a vitória de me matar longe desta doença. Eu queria morrer enquanto estou feliz e ainda posso sorrir e não ser controlado por esta doença perversa por mais tempo. Eu queria morrer com dignidade em vez de ser torturado.

Algumas pessoas podem pensar que é a maneira mais fácil, mas acredite em mim, não é fácil deixar sua família e amigos amorosos.

Eu estava "morrendo" para postar isso !! Ha ha ha ha ha

Obrigado e adeus. Xxx"