Um casal foi preso e condenado nessa semana no Reino Unido sob a acusação de ter incentivado uma menina a ter relações sexuais com diversos homens. A garota, que não teve o nome identificado, teria sido obrigada em uma única noite a fazer sexo não consentido com mais de quinze homens. Na época do crime, a menor de idade tinha apenas 14 anos. Os presos foram identificados pelo 'The Guardian', um dos jornais online que repercutiram as informações, como Petre Niculescu, de 39 anos, e Romelia Florentina Radu, de 32 anos. Ambos foram condenados a quatorze anos de detenção pelos bárbaros crimes que foram realizados contra a adolescente. Além dela, outras mulheres também passaram pela mesma humilhação.

Publicidade
Publicidade

Os crimes aconteceram no período em que a dupla esteve na cidade de Londres, na Inglaterra. As ações ocorreram na região de Paddington, que fica no Oeste da capital inglesa. O homem e a mulher detidos pelos agentes da lei iniciaram a atividade de convencimento das mulheres para a prática do abuso ainda no ano de 2013. No caso específico da menina de 14 anos, o casal, além dos estupros, cometia também a chamada violência verbal contra a adolescente. Para impedir que ela saísse de perto deles, os abusadores faziam ameaças, tais como que iriam prejudicar a família da menor de idade. Outra ameaça era de queimar a residência dela, caso a adolescente teimasse em parar de obedecê-los.

A menina conversou com a mídia internacional. Hoje com 15 anos, ela revelou os momentos tortuosos que acabou passando.

Publicidade

Segundo a vítima, os homens a puxavam e empurravam para todos os cantos. Com isso, ela ficava com marcas em todo o corpo.

Inicialmente, a jovem foi para a região onde o #Crime ocorreu atrás da oferta de emprego. O casal preso dizia ter oportunidade de trabalho em restaurantes e lojas. Como estavam precisando das oportunidades, as mulheres acabavam caindo no "conto do vigário".

"Muitas vezes fiquei com hematomas e marcas no meu corpo”, chegou a dizer a menor de idade ao lembrar do que passou. Além das agressões físicas, a menina tinha que usar roupas provocantes e muita maquiagem. Ela não podia contar também aos homens que tinha apenas 14 anos.

O terceiro preso, George Maracineanu, teve um pena bem menor do que o casal. O homem de 47 anos teria atraído uma mulher para a promessa do falso emprego e, por isso, acabou sendo condenado a mais de dois anos de detenção.