Um emigrante português de 64 anos está sendo acusado de ter assassinado e escondido o corpo da namorada do seu filho. O crime aconteceu nos arredores de Toronto, no Canadá, uma cidade que tem uma enorme comunidade de cidadãos portugueses. A polícia ainda não sabe o que motivou o #Crime, mas, devido aos sinais de violência presentes no corpo da vítima, é provável que o homicídio tenha sido por razões passionais.

Segundo o jornal português “Correio da Manhã”, o português Gil da Silva foi detido pela polícia de Toronto, neste domingo (14), acusado pelo homicídio. Ele é acusado de ter assassinado de uma maneira brutal a canadense Cheryl McVarish, uma mulher de 43 anos que morava em Mississauga, uma pequena cidade canadense perto de Toronto.

Publicidade
Publicidade

A investigação sabe que Cheryl era namorada do filho de Gil da Silva. A mulher esteve desaparecida durante uma semana até que, misteriosamente, o seu corpo apareceu à entrada de casa, com sinais de extrema violência.

Os investigadores acreditam que o emigrante português teria assassinado a cidadã canadense à pancada e escondido depois o seu corpo dentro da casa da própria vítima. O emigrante é acusado de homicídio simples, uma vez que, na opinião dos investigadores, o crime não teria sido premeditado, mas provocado por uma agressão impulsiva.

Gil Dias, o português que é acusado de ter assassinado Cheryl, já tinha antecedentes criminais. Segundo o “Correio da Manhã”, ele já havia sido condenado em Portugal também por um crime violento, tendo saído da cadeia há apenas seis meses. Cheryl deve ter sido morta no dia 13 de março, uma vez que foi nesse dia que a foi vista pela última vez.

Publicidade

Ela tinha saído para ir às compras durante a manhã, por voltas das 11h e foi vista, perto de casa, meia hora mais tarde. O corpo foi encontrado no dia 20, exatamente uma semana depois, à porta de casa.

A polícia disse ainda que a mulher assassinada tinha alguns problemas de alcoolismo e que não tem dúvidas que foi morta no mesmo dia em que desapareceu. Os investigadores revelaram que o corpo foi escondido dentro de casa de tal forma que não foi possível às autoridades o encontrarem durante as buscas. O responsável da polícia anunciou ainda que o emigrante português Gil da Silva é neste momento o único suspeito do crime.

O que acha sobre este crime macabro? Acha que a comunidade emigrante portuguesa será afetada por essa notícia? Escreva a sua opinião nos comentários! #Canadá #Emigração