Ruanda está pronta para ir às urnas para eleger seu próximo #Presidente. O partido da situação, o RPF, busca a reeleição do presidente Paul Kagame. Os partidos de oposição também lançaram seus candidatos expressando o desejo de governar o país. Uma dessas candidatas é Diane Rwigara, de 35 anos, que está indo bem nas pesquisas sobre a corrida presidencial, que tem eleição marcada agosto.

Segundo informações de meios de comunicação local, Diana declarou o seu interesse em concorrer à Presidência ruandesa na quarta-feira (3), declarando em seu manifesto que trabalhará para erradicar a pobreza, defender a liberdade de expressão e fornecer seguro de saúde para todos os ruandeses.

Publicidade
Publicidade

"Quando chega a hora de os líderes deixarem o poder, eles dão desculpas para ficar e dizem que são as pessoas que estão pedindo que continuem liderando. Este é um mau hábito em todo o continente", disse Diana, durante a conferência de imprensa para anunciar sua candidatura.

"O RPF não conseguiu combater a pobreza ou fornecer segurança e justiça. O que o RPF não conseguiu fazer nos últimos 23 anos não pode fazê-lo nos próximos anos. Como presidente, vou me assegurar de que vou cumprir tudo isso", acrescentou.

Mas, apenas um dia depois de Diane Rwigara declarar que ela estava se juntando à corrida presidencial de Ruanda, o mundo acordou com fotos onde ela aparece completamente nuas. As fotos foram divulgadas em redes sociais e rapidamente virou o assunto mais comentado em todos os meios de comunicação de Ruanda.

Publicidade

Se as imagens foram vazados para diminuir suas chances diante dos eleitores ruandeses moralmente conservadores, contínua a ser a grande questão. As fotos mostram Diane relaxada em uma pose sensual em um sofá completamente nua e em outra ela está em pé. As imagens se tornaram #Viral em grupos de WhatsApp e em mídias sociais do país.

Algumas fontes de notícias locais relataram que as fotos são falsas, mas outras dizem que são verídicas. De acordo com várias fontes próximas à Diane Rwigara, acredita-se que as fotos foram tiradas por uma jornalista que é um ex-namorado da vítima depois da morte de seu pai.

O milionário Assnapol Rwigara, pai da jovem, morreu em um acidente de carro, embora a família se recusou a aceitar esse incidente infeliz e citou o jogo sujo do governo. Ruanda é um país conservador, onde algo como fotos de nudez não pode ser perdoado. Só resta saber agora se Diana vai realmente ganhar as eleições presidenciais.

Os ruandeses vão às urnas no início de agosto em uma eleição em que a União Europeia disse abertamente que não enviará nenhum observador e o partido no poder, o RPF, está pronto para vencer. #Casos de polícia