Em cartas secretas recentemente liberadas pelo governo dos Estados Unidos, um dos filhos de Osama bin Laden, que já foi considerado o maior terrorista do mundo, disse que iria seguir com o "caminho do #JIhad". As cartas pessoais foram obtidas na operação que matou o ex-líder do grupo terrorista Al-Qaeda Osama bin Laden e revelam a intenção clara de Hamza bin Laden de continuar com o trabalho na organização terrorista que seu pai comandava.

O terrorista foi morto em Abbottabad, no Paquistão, pelo grupo de elite da Marinha norte-americana Navy Seal, em 2 de maio de 2011. Porém, o teor das cartas somente veio a público neste sábado (13).

Publicidade
Publicidade

Ele foi revelado pelo ex- agente do FBI Ali Soufan, que participou da operação, em entrevista ao famoso e prestigiado programa jornalístico 60 Minutes (60 Minutos) da rede norte-americana CBS News, que irá ao ar na próxima terça-feira (16).

Soufan detalhará como recuperou este material aonde Hamza revelava a obediência extrema ao pai e sua vontade de continuar com a violência espalhada pela Al-Qaeda. O ex-agente também disse que "Hamza tem todas as características para se transformar em um líder exaltado pelo grupo terrorista [Al-Qaeda]" e este jovem rapaz foi descrito como "articulador e perigoso", de acordo com a Reuters.

As cartas pessoais

Hamza bin Laden, agora com cerca de 28 anos, já era conhecido e sabia-se que ele tinha passado um tempo no Paquistão ao lado do seu pai antes dos ataques de 9 de setembro de 2001, nas cidades de Nova York e Washington, os quais foram atribuídos autoria a bin Laden.

Publicidade

As cartas recentemente liberadas de Hamza revelam um filho muito dedicado e obediente a seu pai, e está com raiva. Ele está decidido a vingar a morte de Bin Laden, de acordo com uma recente reportagem do jornal Times of India. As correspondências foram encontradas no complexo esconderijo ao Norte paquistanês, que serviu de abrigo nos dias finais do líder terrorista.

Perfil de Hamza bin Laden

As comunidades de segurança dos Estados Unidos classificaram em janeiro deste ano Hamza como "terrorista global especialmente designado", a mesma classificação que foi dada ao seu falecido pai. Hamza também é cotado como um dos principais nomes para virar o líder supremo do Al-Qaeda, segundo fontes de inteligência na região do Oriente Médio.

Em um novo vídeo de propaganda do grupo terrorista divulgado no sábado (13), Hamza oferece "conselhos para quem procura o mártir no Oeste" e diz para os súditos priorizarem alvos judeus e americanos. Ele chama por mais ataques de "lobos solitários" para "vingarem" os "filhos da Síria", as "viúvas da Palestina", as "honrosas e livres mulheres do Iraque" e os "órfãos do Afeganistão".

Publicidade

Também diz que "nós vamos continuar a atacar o Oeste até vocês retirarem suas forças militares da Península Arábica e de todas as terras do Islã."

Importância de Hamza para a Al-Qaeda

Nos últimos anos, a Al-Qaeda tem sido liderada pelo egípcio Ayman al Zawahiri, e o grupo procura um rosto novo para a nova geração de jihadistas. O ex-agente do FBI que encontrou as cartas disse que o rapaz sempre foi uma peça importante para o grupo terrorista e para a sua propaganda.

Por isso, Hamza sempre significou muito para eles. Agora, com mais idade, pode com certeza se tornar o comandante da organização, de acordo com o ex-agente Ali Soufan. #OsamabinLaden #Terrorismo