Trabalhar em um necrotério e ser cercado por cadáveres por toda a parte. Não seria surpreendente se visões de fantasmas ou dos mortos voltando à vida constantemente ocorressem. No entanto, alguns dizem que se uma pessoa se acostumar com isso, todos esses pensamentos assustadores eventualmente desaparecem. Também pode acontecer de você estar muito acostumado a trabalhar em um necrotério e se sentir muito confortável com cadáveres, então começa a pensar neles de maneira erótica. Isso é chamado de necrofilia.

Necrofilia existe há muito tempo e em textos escritos do antigo Egito e em outras civilizações antigas essa prática já aparecia.

Publicidade
Publicidade

Ela começa quando se desenvolve a atração sexual por um cadáver, e depois sente a necessidade de agir em tais impulsos sexuais. Em 1989, os psiquiatras Jonathan Rosman e Philip Resnick descobriram que a principal motivação para isso é a ideia de possuir um parceiro que não resiste nem os rejeita. Foi exatamente isso que aconteceu com o funcionário de um necrotério na África. Segundo informações, ele relatou que sente desejos sexuais por cadáveres femininos.

Entenda o caso

Um funcionário de um necrotério identificado como Kwadoo, de 45 anos, está causando grande polêmica após confessar que mantém relações sexuais com todos os corpos femininos levados para as instalações para serem embalsamados. Kwadoo, que foi entrevistado por uma estação de rádio em Gana, relatando que ele gosta de sexo com os cadáveres tanto quanto gosta com mulheres vivas.

Publicidade

Na entrevista, Kwadoo, que trabalha no necrotério localizado em Akyem Tafo, na Região Oriental, vangloriou-se de que é parte do seu trabalho dormir com todos os cadáveres femininos trazidos a ele e que ele gosta tanto do sexo com cadáver que já pratica esse ato ilícito há mais de 10 anos.

Segundo informações, o homem relatou que dormiu com cadáveres em outros lugares onde trabalhou, incluindo a cidade de Accra, em Kumasi. Segundo ele, apesar dele ter relações sexuais com os cadáveres ele toma muito cuidado para não ejacular dentro do corpo da vítima. "Eu não vejo isso ser errado em tudo. Sim, eu tenho sexo com eles", disse Kwadoo.

Conforme informações do portal de notícias ‘Pulse’, no contexto nigeriano, as pessoas que dormem com cadáveres são consideradas anormais, possuem problemas espirituais ou estão envolvidas em rituais para ganhar muito dinheiro. Ainda de acordo com o portal, há muitos relatos macabros onde homens ricos supostamente dormem com cadáveres para reabastecer suas riquezas do submundo. É um dos rituais espirituais bizarros que se conhece há anos. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia