Uma mulher indiana foi elogiada por sua coragem depois de cortar o #Pênis de um homem que supostamente a tentava estuprar. Os policiais contaram que a jovem, de 23 anos, foi abusada durante anos por Hari Swami, um guru religioso. Os abusos terminaram quando ela escondeu uma faca debaixo de sua cama e, no momento em que ele tentava repetir o #Abuso Sexual, ela a usou para cortar o pênis do agressor.

Conhecido na cidade como 'Santo', o guru Hari Swami ainda tentou enganar as pessoas, dizendo que foi ele mesmo quem cortou os seus genitais, mas o "ato de coragem" dessa mulher até mereceu elogios do ministro-chefe do estado sulista de Kerala, Pinarayi Vijayan.

Vítima de abusos sexuais há mais de cinco anos, a jovem indiana, que estuda direito, colocou um ponto final nessa história de violência.

Publicidade
Publicidade

Esse nem seria o único crime sexual desse homem, de 54 anos, incluindo a menores de idade.

Os pais da vítima nem queriam acreditar no que estava acontecendo. Eram eles que convidavam Hari Swami para visitá-los em casa para fazer cerimônias religiosas e até o convidavam pernoitar. Eram nessas oportunidades que ele abusava da jovem, um crime que ele não estaria cometendo apenas nessa casa. Aproveitando seu estatuto de guru religioso, ele poderia se infiltrar facilmente dentro das casas das pessoas e depois acabava abusando sexualmente das mulheres.

No caso dessa jovem, ela contou para a polícia que os pais confiavam cegamente e Swami e não tinham nem ideia do que ele fazia com ela, enquanto eles dormiam.

Pinarayi Vijayan, ministro-chefe do estado sulista de Kerala, onde tudo aconteceu, disse: "É um ato corajoso e forte da mulher".

Publicidade

Tudo indica que ela não vai receber qualquer castigo por ter feito justiça por suas próprias mãos, até porque ela está sendo elogiada por todos, desde os policiais até ao ministro, que a condecorou por sua coragem para se defender dos abusos sexuais de um homem.

Hari Swami foi levado de emergência para o hospital, em estado grave, na sexta-feira (19), mas já estaria em uma condição estável, depois de passar por vários procedimentos médicos de urgência. Também a jovem está recebendo aconselhamento psicológico, sendo tratada pela situação traumática sofrida. No momento, ela está também sob proteção policial.

O chefe da polícia local, Sparjan Kumar, confirmou o caso. Ele disse que já haviam registrado um caso contra Swami por crimes sexuais contra um menor e por crime de #Estupro. Agora, também esta jovem acusa o guru religioso por estupro. Não está definido ainda o que vai acontecer com o homem e se ele vai ou não ser acusado na Justiça pelos crimes sexuais que estava cometendo.

São muitos os comentários na internet elogiando essa jovem. "Essa solução precisa ser aplicada mais vezes", "Bom para ela" e "Aprendam, mulheres da Índia. É assim que se tratam os estupradores no vosso país. Bem, em qualquer país na verdade" são alguns dos comentários de apoio para essa jovem.