Foi notícia, nessa semana que passou, o caso de uma menina que foi arrastada para o mar, com uma mordida, por um leão-marinho. Quando o vídeo foi postado nas redes sociais, viralizou quase imediatamente, tal insólita que foi a situação.

A história aconteceu no Canadá, na cidade de Richmond, e o vídeo foi feito quando a criança passeava com os pais pelo cais da cidade. Quando ela parou na beira do cais para e ver e brincar com o leão-marinho, foi arrastada pelo animal com uma mordida para dentro da água.

Seria apenas uma situação engraçada se a história acabasse aí, com a menina saindo andando normalmente sem nenhuma sequela, apenas com o enorme susto após ser abocanhada pelo mamífero marinho e ir parar no fundo do mar, para ser salva logo em seguida pelo pai.

Publicidade
Publicidade

Mas, infelizmente para ela, a história não acabou aí.

Criança em risco de vida

Uma nova notícia sobre o caso surgiu estes dias: a criança contraiu uma bactéria que pode ser mortal nessa idade. Ela foi internada com urgência e está sendo submetida a tratamentos com medicamentos específicos para combater a #infecção bacteriana, contraída após a dentada que levou do leão-marinho.

Um biólogo marinho, consultado pela família da criança para esclarecer o caso, informou que é bastante comum leões-marinhos e focas terem no organismo e na boca uma enorme quantidade de bactérias, extremamente nocivas para o ser humano, sendo necessário um tratamento imediato sob risco de contrair uma infecção generalizada causando o óbito.

Infecção "dedo de foca"

Esta infecção, bastante conhecida por biólogos e pescadores que se dedicam a capturar estes animais, é conhecida como "dedo de foca", por ser causada pela bactéria Mycoplasma phocacerebrale.

Publicidade

Este tipo de infecção, se não for tratada imediatamente com com antibióticos recomendados para estes casos, pode provocar uma #gangrena no local levando à amputação e, em alguns casos, à morte.

O nome "dedo de foca" refere-se aos pescadores que são mordidos nos dedos e, muitas vezes, acabam contraindo gangrenas, levando ao amputamento dos membros afetados pela infecção.

O vídeo que fez sucesso na internet

Veja abaixo o vídeo original, postado no dia 21 de maio, que viralizou nas redes sociais dando origem à muitos GIFs e memes relacionados com o caso:

Uma infelicidade que poderá terminar de maneira trágica e que deve servir de alerta para muitos pais naquela região que costumam levar os filhos para passear e ver estes animais exóticos.