A sociedade está evoluindo e alguns costumes machistas e patriarcais já não são mais admitidos por muitos oprimidos que sempre foram reféns de uma sociedade que privilegiou aqueles considerados como sendo os provedores de família. Já dizia assim um historiador brasileiro que deixou inúmeras contribuições acerca da sociedade.

Mas em alguns anos os discursos minoritários ganham cada vez mais espaço, e a busca pela igualdade de gênero já não é mais tão utópica como alguns historiadores apontavam há vinte anos. Já não são toleradas as atitudes de homens considerados machistas, como a de um rapaz que resolveu divulgar um vídeo na internet fazendo sexo com uma mulher em que ele a xinga enquanto a relação acontece.

Publicidade
Publicidade

O homem esperava ser aceito pelo grupo fechado do #Facebook em que ele divulgou o vídeo, que é formado apenas por homens, mas acabou sendo reprovado por sua atitude. Isso porque ele maltratava a garota no vídeo, chamando-a até de “baleia”, em alusão ao seu peso corporal.

Na postagem, o homem disse que aquela era a maior “baleia” com quem ele já havia ficado durante uma noite. A mulher teria 130 quilos. As coisas pioraram para o responsável da postagem após um dos membros do grupo editar o vídeo tapando o rosto da mulher e evidenciando o homem que publicou as imagens no grupo que era fechado. O usuário Hayden Brien fez questão de marcar o homem que divulgou as imagens em uma publicação pública que ele fez em sua linha do tempo no Facebook.

Um homem chamado Ryan Hefford foi o responsável pela postagem humilhante no grupo, que não foi identificado na postagem que viralizou sobre o caso no Facebook.

Publicidade

O grupo era somente para homens e o australiano jamais poderia pensar que ele acabaria sendo alvo de seu próprio vídeo.

Na postagem que revela o que o homem fez, diversos membros falam sobre a situação, mas nenhuma pessoa defendeu a menina até agora, comenta Hayden, o único que não concordou com aquela exposição no grupo destinado para homens no Facebook em que o vídeo foi compartilhado por Ryan.

Na postagem, o homem ainda fala sobre as atitudes machistas do rapaz que divulgou o vídeo nas redes sociais. Para Hayden, os homens devem parar de se sentirem superiores as mulheres e essas atitudes não devem mais ser toleradas por eles, que acabam sendo cúmplices desse tipo de situação vexatória.

No post original, o homem não divulga o nome da mulher envolvida, mas nas imagens o rosto dela pode ser visto e isso poderia trazer sérios problemas para a garota, caso ela seja reconhecida por alguém que assistir ao vídeo. #machismo #Comportamento