Jo Owens é uma mãe do estado americano da Pensilvânia e recentemente precisou socorrer seu filho de apenas 13 anos, quando o encontrou caído no jardim de casa no fim da semana passada. O menino foi levado às pressas para o hospital e em princípio, os médicos acreditaram que ele poderia estar com meningite ou até mesmo tendo um derrame, já que o garoto ao tentar falar enrolava a língua e uma substância saía de sua boca a todo momento.

No entanto, três horas depois, Jo Owens e os médicos receberam os resultados dos exames toxicológicos pelos quais seu filho havia passado. E o resultado trazia a informação de que ele estava com mais que o dobro de álcool no sangue em relação ao limite permitido para dirigir.

Publicidade
Publicidade

No mesmo momento, ela entrou em contato com a escola onde o menino estuda, e juntos com os responsáveis pela direção descobriram que seu filho havia ingerido shots de vodka, por três dias seguidos, levados pelos garotos "populares" em garrafas de refrigerante.

Após o incidente, a mãe resolveu postar uma foto de seu filho hospitalizado como um alerta e um desabafo sobre a pressão sofrida pelas crianças, adolescentes e jovens para serem aceitos. Em seu post, ela conta o que se passou com seu filho e os motivos que o levaram a cometer tal ato.

"Ele queria impressiná-los para se integrar a eles. E quase morreu", desabafou a mãe do garoto em sua postagem.

O menino, aparentemente passou mal na última sexta-feira da semana passada, mas a data certa não foi divulgada.

"Depois de ser mãe por quase 13 anos, estas são as piores 24 horas que enfrentei.

Publicidade

Ao encontrar C. caído no jardim, depois da escola, eu soube instantaneamente que algo estava errado. Ele disse que estava apenas cansado. Mas, ao levá-lo para dentro de casa, sua condição piorou rapidamente", explicou.

A mãe contou ainda que agora o menino passa bem e já está fora de perigo, e que ele se arrepende de ter cedido às pressões da turma. No entanto, é muito importante lembrar que a pressão para ser aceito pelos colegas e pela sociedade é algo muito comum e real e que infelizmente pode ser fatal.

Recentemente em todo o mundo, temos vistos relatos e casos de adolescentes que participam de um jogo suicida pela internet, chegando ao ponto de atentarem contra a própria vida. O comentado jogo da "Baleia Azul" trouxe à tona nos últimos dias, a importância de acompanhar de perto o que os jovens estão fazendo, lembrando que privacidade de vir acompanhada de confiança.

Além de estar alerta a respeito do comportamento dessas crianças, é tão ou mais importante que se conheça as necessidades, amizades e desejos dos filhos, evitando que eles possam ser conduzidos por caminhos tão perigosos, apenas na busca pela aceitação.

E você, o que acha sobre esse tema? Deixe seu comentário e contribua para a discussão desse tema. #adolescente #bebida