Todos os dias são noticiados, em vários meios de comunicação, em todo o planeta notícias de estupro, rapto, e vítimas de violência doméstica. Um caso de violência sexual foi descoberto no último domingo (14), após uma criança abusar de outra criança. Saiba como tudo aconteceu.

Uma menina de 8 anos abusou sexualmente de outra de 7 anos, relatando que aquilo era bom para a saúde da vítima. Conforme informações, às duas crianças são órfãs, e ambas estão em um orfanato administrado pelo governo para meninas em Katni, Madhya Pradesh, na Índia. De acordo com a direção do orfanato, a menina foi pega inserindo dois dedos na vagina da outra criança.

Publicidade
Publicidade

A menina mais nova foi levada às pressas para o hospital após ela começar a sangrar. Conforme informações da direção do hospital, o estado de saúde da criança é estável. Por sua vez, a polícia abriu uma investigação de rotina para apurar o que realmente tinha acontecido. Durante as investigações, a polícia descobriu que uma menina tinha abusado da outra.

Quando ela foi questionada sobre o ocorrido, a menina disse que um homem que ela considerava como seu meio irmão, tinha lhe dito que é bom para a saúde. Diante dos fatos, a polícia descobriu que a menina tinha sido abusada sexualmente por um homem de 30 anos por cerca de dois meses em um abrigo anterior.

Ainda de acordo com a vítima, ela relatou para a polícia que o acusado dormia com ela diariamente. Segundo a menina, durante os abusos quando ela reclamava de dor o suspeito relatava para ela que era bom para o seu bem-estar.

Publicidade

Segundo informações repassadas pela polícia, inicialmente a menina estava em outro abrigo para crianças de até 6 anos, onde foi abusada sexualmente. Porém, acabou sendo transferida para o abrigo atual quando descobriram que ela tinha oito anos de idade.

A polícia relatou que a menina mais velha tinha perdido seus pais há alguns anos e foi resgatada pela Child Line. Após o depoimento da menina, a polícia se deslocou até a casa do acusado, onde ele foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade. "Nunca me deparei com esse caso antes disso", disse Archana Sahay, ativista dos direitos da criança. O caso está sendo investigado pelas autoridades locais.

Outro caso recentemente de violência sexual contra criança aconteceu em Rohtak, na Índia. De acordo com o portal NDTV, uma criança de 10 anos ficou grávida após ser estuprada pelo padrasto. A gravidez da vítima foi descoberta após os cinco meses de gestação. Segundo o portal, os médicos decidiram abortar o bebê. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia