Uma família de turistas aprendeu da pior forma que não se pode tratar animais selvagens como se trata os domésticos. Além de alguns alimentos prejudicarem os animais, as pessoas que fazem isso ficam, por vezes, mais vulneráveis a um #Ataque.

De acordo com o portal de notícias Vancouver Sun, de Vancouver, o ataque inusitado aconteceu em um píer localizado em um porto chamado Steveston Fisherman Wharf, na cidade de Richmon, no Canadá. Durante uma visita de turismo rotineira ao porto, um grupo de pessoas percebe que um leão-marinho aparece e começa a nadar próximo ao local em que eles estavam no píer.

Ele apenas nadava de forma dócil e tranquila, como se estivesse posando para as câmeras dos turistas.

Publicidade
Publicidade

Foi aí que eles começaram a jogar migalhas de pão na água com intenção de alimentar o animal, sem nem se quer imaginar que aquela atitude poderia, mais na frente, ter consequências perigosas para uma garotinha que estava com eles.

Todos estavam se divertindo e aparentemente tranquilos. Só que, de uma hora para outra, o leão-marinho salta da água para o píer, ataca, e puxa uma criança pelo vestido para dentro da água. As pessoas que estava no local, ainda surpresas com o ocorrido, começaram a gritar desesperadas. "Oh my God! Oh my God!" (“Meu Deus!” “Meu Deus!”, em português).

Porém, antes que o acidente fosse mais grave, um homem, que era um dos familiares da criança, rapidamente se joga na água e consegue impedir que a menina fosse mordida pelo leão-marinho, ou então se afogasse. “Eu estava sentado ali e este leão-marinho saltou da água à minha frente”, conta Michael Fujiwara, o turista que fez as imagens.

Publicidade

Após o salvamento, a menina saiu andando com o seus familiares, o que indica que não teria sofrido nada mais grave, além do susto.

Opinião do especialista

O professor e pesquisador da Universidade da Colúmbia Britânica, Andrew Tites, critica a ação dos turistas e diz que as pessoas que não tratam a vida selvagem com respeito são estúpidas, que podem colocar não só a vida delas em perigo, mas também a vida do animal.

Ainda de acordo com ele, o leão-marinho não tinha nenhuma intenção de realmente ferir a garotinha, ele poderia apenas ter confundido o vestido dela com os pedaços de pão que estavam sendo jogados para ele. Tites diz também que o leão-marinho em questão se trata de um macho, que não foi criado para ter contato com humanos, nem mesmo servir de atração turística como acontece nas imagens.

Assista ao vídeo do ataque abaixo:

#Canadá #leaomarinho