Imagina o desespero para a mãe de uma garotinha de 7 anos ver sua filha transpirar e chorar sangue? Além disso a menina também perde sangue através dos ouvidos e das narinas. Para a #Medicina o caso da garotinha é um mistério, considerado um caso raro que acomete um indivíduo a cada 10 milhões de nascimentos no mundo. Saiba mais aqui.

De acordo com o portal de notícias online R7, Phakamad Sangchai, uma pequena garotinha tailandesa de 7 anos, vem sofrendo com sua condição rara de transpirar e chorar sangue. Geralmente isto acontece quando a menina apresenta o quadro de dor de cabeça. Casos como o dela são raríssimos e a medicina está longe de desvendar este mistério.

Publicidade
Publicidade

Garotinha perde sangue pelos poros, olhos, orelha e nariz

Esta condição rara começou a se manifestar a aproximadamente 6 meses e de lá para cá sua família busca ajuda médica, mas ainda não conseguiram um diagnóstico satisfatório e parece que a solução do problema de #Saúde dela ainda está longe de ser resolvido.

Condições de saúde raras como estas estão sendo estudadas pela medicina, contudo ainda não existe um parecer conclusivo a respeito. Os médicos acreditam que Phakamad Sangchai apresente o quadro de hematidrose, uma síndrome extremamente rara que a faz transpirar sangue.

Aflitos e desesperados os pais da garotinha buscam respostas para o problema que a filha enfrenta e que muitas vezes a coloca em situações extremamente constrangedoras, já que as pessoas ficam perplexas ao verem o corpo da menina coberto de sangue.

Publicidade

A mãe de Phakamad resolveu tornar o caso da filha público em busca de respostas para o problema que a menina vem enfrentando. Ela afirmou que não tem a menor intenção de se tornar famosa ou fazer da filha uma atração em um "circo dos horrores", a expectativa da família é conseguir tornar o caso da criança conhecido para quem sabe conseguir um diagnóstico e a cura para sua condição, até mesmo porque existe a preocupação de que com o tempo a saúde dela possa piorar.

Embora a condição da garotinha seja chocante e cause mal estar na maioria das pessoas que presenciam a perda de sangue pelos poros, ela não sente nenhum tipo de dor.

Uma das possibilidades levantadas pela medicina para este tipo de problema é que os vasos sanguíneos se rompem quando o indivíduo se encontra sob um quadro de estresse.

Nipaporn Khantain, mãe de Phakamad, espera que em breve encontre a ajuda necessária para que sua filha possa levar uma vida normal. De acordo com Nipaporn a filha é bastante corajosa, inteligente e tenta ser feliz mesmo enfrentando as adversidades causadas pela doença. #Doenças