Um mistério ronda um #Crime que aconteceu na #Indonésia e ganhou, nesta segunda-feira (22), as páginas do jornal carioca O Globo. A polícia da Indonésia prendeu 141 homens, muitos deles comprometidos, que estariam em uma festa gay. O crime não está totalmente esclarecido, como mencionado no início do artigo, mas o que se conta é que os mais de 100 homens estavam em uma festa realizada em uma sauna voltada ao público homossexual.

As saunas costumam ser locais bastante quentes e onde se usa apenas uma toalha ou nem isso. As autoridades da Indonésia anunciaram as estranhas prisões e surpreenderam o mundo.

O país, de origem muçulmana, é um dos que faz grande repressão contra os #Homossexuais no mundo.

Publicidade
Publicidade

Não existe uma lei que proíba um homem de ter relações sexuais com o outro no país, mas o trabalho para evitar que os homossexuais se mostrem é forte.

A prisão dos 141 clientes da sauna aconteceu neste domingo (21). O prédio que dispunha do ambiente LGBT também tinha em seu espaço um grande ginásio. Em entrevista à agência internacional de notícias AFP, Nasriadi, detetive da região, revelou que uma investigação muito grande foi realizada e que o que aconteceu no domingo foi uma operação policial para acabar com o crime de disseminação do conteúdo adulto.

Legislação polêmica

Na Indonésia, muitas pessoas não têm um sobrenome. Apenas uma palavra costuma identificar essas pessoas. No país, apenas na província de Aceh realizar atos gays é considerado crime. A região é considerada muito conservadora.

Publicidade

De acordo com o detetive entrevistado, dos 141 homens presos, pelo menos dez devem ser punidos na dura lei contra o conteúdo voltado às pessoas acima de 18 anos.

Entre os homens presos estão os organizadores do evento e também os que supostamente trabalhavam com a prostituição. Organizar esse tipo de festa, segundo a dura legislação do país, pode ser punida com até dez anos de detenção.

Repressão ainda maior na região

Como são muitos homens presos, o trabalho de investigação continua. Muitos ainda nem conseguiram dar depoimentos à polícia. De acordo com informações do jornal O Globo, a Indonésia estaria aumentando a intolerância com o público homossexual.

Esse tratamento teria começado ainda no ano passado, quando autoridades públicas deram declarações fortes contra os homossexuais. Religiosos e grupos muçulmanos têm grande influência em toda a sociedade local.

E você, o que pensa a respeito do assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante.