Uma foto de um bebê fumando um cigarro que foi postada no Instagram está causando indignação nos usuários de mídia social. A imagem foi replicada na rede social Reddit e viralizou na internet. Na imagem, é possível ver com clareza uma criança com um cigarro na boca. Conforme descreve a legenda, a criança só puxou uma vez apenas para tirar a foto. A imagem provocou indignação de muitos usuários, relatando que a criança deveria ser retirada dos cuidados dessa pessoa.

"Isso não é engraçado, você deve ter seu filho tirado de você (sic)", uma pessoa comentou. "Este é o tipo de coisa que você relata às autoridades (sic)", escreveu outra.

Publicidade
Publicidade

"Se ela é burra o suficiente para fazer isso, eu acho que ela era burra o suficiente para fumar durante a gravidez também (sic)”, disse outro internauta. Uma pessoa sugeriu que a legenda tivesse sido alterada e o contexto da foto não era necessariamente exato, declarando que a raiva para a imagem era mal dirigida. As pessoas discordavam, relatando que o contexto não era o problema, mas sim o fato de uma criança estar com um cigarro na boca.

Segundo uma reportagem divulgada pelo portal Independent, essa foto foi divulgada no ano de 2015, no Instagram, por uma usuária identificada como lapelirrojah_delbarriooh, que afirma ter 18 anos, e morar em Valência. A relação da mulher com a criança não era clara, mas a legenda dizia: "Já fumando a um ano de idade, te amo, você é a minha vida".

Segundo informações, na época, a mulher foi denunciada pelas autoridades locais, e também causou uma grande revolta nas redes sociais.

Publicidade

Na ocasião, o post teve mais de 2.800 curtidas e mais de 39 mil comentários, principalmente de pessoas que faziam acusações de "crueldade infantil". "Espero que a polícia obtenha essa informação e o que parece tão engraçado para alguns pode ser usado contra a mãe e o pai que permitiram essa atrocidade", comentou um internauta, muito irritado.

Antônio Nieto, vice-presidente da Associação Espanhola de Pediatras, disse ao The Local que, se o bebê inalasse a fumaça, o impacto na saúde poderia ser "pior do que a heroína", para os pulmões em desenvolvimento da criança. "Mesmo as crianças que estão expostas ao tabagismo passivo são mais propensas a desenvolver doenças pulmonares, como asma ou bronquite crônica. Acho que a polícia definitivamente consideraria ser um abuso infantil, é simplesmente inacreditável", declarou Antônio. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia