Uma mulher de 48 anos vem mostrando na #Internet como é a vida de uma pessoa portadora de uma doença conhecida como neurofibromatose, depois de muito sofrimento e dor, ela encontrou na web pessoas que a tratam com respeito e tentam ajudá-la a encontrar um tratamento que possa melhora sua qualidade de vida.

De acordo com o portal de notícias online R7, Liu Ying, de 48 anos, trava uma dura batalha desde que foi diagnosticada com neurofibromatose. A chinesa apelidada de "Elephant Face" (Cara de Elefante, em tradução livre), já tentou se matar depois que uma cirurgia para reparação do seu rosto que não deu certo. Hoje Liu mora com seu pai na cidade de Liaoyang, da província de Liaoning, na China.

Publicidade
Publicidade

Desesperada e sem saber como conseguir ajuda, ela criou coragem para falar sobre seu problema nas redes sociais e segundo o jornal "Daily Mail", a sua real intenção é incentivar as pessoas que passam pelo mesmo problema a falar sobre a doença e trocar experiências de vida.

Doença deixou rosto de mulher deformado

Liu começou a sofrer com os sintomas da doença ainda criança. Quando ela tinha apenas nove anos de idade ela começou a sentir fortes dores no rosto, depois de muitos exames, a jovem menina foi diagnosticada com neurofibromatose. A neurofibromatose é uma doença genética que também é conhecida como Doença de Von Recklinghausen. Está síndrome provoca o crescimento de tumores benignos, ou seja, não cancerígenos, que promove o crescimento desordenado do tecido nervoso pelo corpo. Estes tumores são chamados de neurofibromas.

Publicidade

Vale ressaltar que a doença se desenvolve com o passar dos anos e a gravidade da mesma varia de pessoa para pessoa.

No caso de Liu a doença afetou o seu rosto, ela tem tumores no queixo e na bochecha, o que causou a deformidade facial e a perda da visão do olho direito. Por se tratar de uma deformidade grave ela enfrenta dificuldades para falar e comer.

Quando a chinesa tinha 24 anos, ela passou por uma cirurgia na tentativa de reconstruir sua face, infelizmente ela não deu certo, foi quando ela tentou se matar. Com o passar do tempo os tumores continuaram crescendo e ela deixou de sair em público, já que as pessoas a olhavam com espanto e o preconceito é muito grande.

Contudo, em 2016 ela tomou uma importante decisão e fez sua primeira transmissão online ao vivo, onde começou a falar sobre sua luta contra a neurofibromatose, onde ela pediu ajuda para custear seu tratamento. Na web milhares de pessoas se comoveram com a história de vida de Liu. Ela fez amigos e as pessoas passaram a fazer doações para que ela possa fazer outra cirurgia e retirar os tumores.

Porém Ying relatou que infelizmente também recebe todo tipo de insulto na internet, que o preconceito é muito grande, mas que mesmo assim vai seguir em frente. #Saúde #Mundo