Três homens foram presos pelas autoridades na quarta-feira (24), acusados de força uma mulher há ter relações sexuais com dezenas de homens por dia. Os acusados de ter cometido o #Crime foram identificados como Miguel Maradiaga, Joel Chilel e Byron Estrada. Todos são acusados de tráfico humano na Flórida. Conforme informações divulgadas pela polícia, cerca de seis mulheres eram forçadas a ter relações sexuais com vários homens em bordéis controlados pelo trio.

Segundo informações repassadas pela polícia, as investigações contra os suspeitos começaram há pelo mesmo sete meses. Quando uma das vítimas ficou grávida e relatou para as autoridades locais que ela era obrigada pelo chefe da quadrinha Miguel Maradiaga, a ter relações sexuais com mais de 120 homens dentro de um trailer.

Publicidade
Publicidade

Segundo a vítima, ela também era levada para os bordéis onde era forçada a ter relações sexuais com vários homens. Ainda de acordo com a vítima, ou outros homens trabalhavam como porteiros do bordel.

Segundo, Becky Dymond, as vítimas traficadas são ameaçadas pelos traficantes, e caso uma delas decida contar alguma coisa para a polícia, um membro de sua família pode desaparecer. Dymond ainda disse para curar as cicatrizes emocionais e físicas do tráfico sexual, pode levar a vida toda de muito tratamento.

"Para as mulheres que estão sendo resgatadas, esse processo leva tempo. O resgate é o início de um enorme processo para lidar com o trauma", disse Dymond. Segundo informações divulgadas pela polícia, a jovem que ficou grávida ela tem 20 anos, e foi traficada de Porto Rico. Já as outras mulheres resgatadas são da Costa Rica, Colômbia e República Dominicana.

Publicidade

Outro caso mais recente envolvendo tráfico humano aconteceu na cidade do México. Na ocasião uma jovem foi obrigada a ter relações sexuais com mais de 40 homens todas as noites.

A vítima foi identificada como Neli Delgado, segundo a jovem, ela foi enganada por um homem que lhe prometeu ajuda, depois que ficou com vários problemas financeiros após a morte de seu pai, quando ela tinha 18 anos. De acordo com Delgado, ela foi forçada a ter atos sexuais durante um mês com mais de 40 homens, todas as noites, até que um ataque policial finalmente a libertou. Hoje a jovem abriu um pequeno restaurante no México, e relatou que quer ajudar outras mulheres a serem empreendedoras assim como ela. #Investigação Criminal #Casos de polícia