Dois irmãos viveram durante dois anos um autêntico pesadelo em Portugal. Entre 2010 e 2012, eles foram abusados sexualmente pelo padrasto. O homem foi condenado por #Estupro, uma condenação que foi confirmada recentemente pelo Tribunal de Relação de Lisboa. Os dois enteados do predador sexual testemunharam em tribunal, um relato que foi fundamental para a condenação do pedófilo. Apesar de tudo isso, o jornal português “Correio da Manhã” noticiou, nesta segunda-feira (29), que a mãe das crianças decidiu perdoar o homem que tanto maltratou os seus filhos, uma notícia chocante e surpreendente.

Foi entre 2010 e 2012 que aconteceram os crimes em Casal de Cambra, Sintra.

Publicidade
Publicidade

Em esse período de tempo, dois irmãos, uma menina que tinha 10 anos na época e um menino de 4 anos, foram abusados sexualmente pelo seu padrasto, um homem com cerca de 40 anos.

As duas crianças foram sujeitas a vários abusos sexuais, desde estupro a sexo oral. O pedófilo acabou condenado a 8 anos de prisão, que já se encontra a cumprir. No entanto, depois de ter sido condenado em primeira instância, o criminoso recorreu da sentença alegando que a defesa não tinha conhecimento das declarações para memória futura por parte das crianças.

Entretanto, a notícia chocante que o “Correio da Manhã” publicou tem a ver com o fato da mãe das crianças ter perdoado o pedófilo já condenado em tribunal. A mulher visita regularmente o homem na cadeia. No tribunal, o réu recusou a prestação de depoimento pela ofendida na audiência de julgamento.

Publicidade

O “Correio da Manhã” diz ainda na sua edição de hoje que a investigação da polícia terá começado com a mulher ausente da casa onde vivia com o pedófilo e os seus dois filhos. A polícia decidiu avançar com a investigação quando a mulher estava na maternidade, uma vez que tinha acabado de dar à luz um filho do predador sexual.

O internação durou cerca de uma semana e, durante esse tempo, a polícia conseguiu as provas necessárias para provar a culpa do padrasto dos dois irmãos.

Abusos sexuais de menores aumentaram em Portugal

Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna, esse tipo de crimes subiu mais de 17% nos últimos anos. O relatório indica ainda que a maioria dos agressores são homens e que a maioria das vítimas é do gênero feminino.

Em 2014, por exemplo, as autoridades conseguiram deter 146 homens e oito mulheres pela prática de #Abuso Sexual de crianças. Cinco dos homens foram detidos por abuso sexual de menor dependente.

O que você acha sobre esse crime? Acha que a mulher deve continuar visitando o marido na prisão? Escreva a sua opinião nos comentários! #Pedofilia