Um pequeno #orangotango foi enjaulado e mantido prisioneiro numa caixa de madeira durante 2 anos. #Kotap, orangotango masculino de 4 anos de idade, foi fechado nesta caixa escura com pouco mais de um 1 quadrado durante mais da metade da sua vida.

Durante este tempo, sua alimentação foi apenas com restos de comidas para humanos, algo totalmente inadequado para um animal desta espécie. O seu dono, um homem identificado apenas como Baco, construiu a pequena prisão de madeira em frente de casa, alegando que apenas estava preocupado com que os vizinhos fossem incomodados pela presença do animal, na ilha de Bornéu, na Ásia.

O jovem animal, que nesta idade ainda deveria estar com sua progenitora, apenas tinha contato com o mundo externo através dos sons que ouvia e, de vez em quando, quando o seu dono abria a jaula improvisada para o alimentar.

Publicidade
Publicidade

Após algumas denúncias, ele finalmente foi libertado e levado imediatamente para tratamento num centro de reabilitação e resgate. Kotap foi salvo por uma equipe da International Animal Rescue, numa província do Sul da Indonésia, que é dona de uma parte da ilha de Bornéu.

Quando finalmente abriram a porta da prisão, um funcionário da equipe de resgate estendeu a mão para o orangotango. No começo, Kotap ficou assustado e amedrontado, correndo e tentando se esconder na parte de trás da caixa.

Depois deste longo período em que esteve na escuridão, os sons e visão do mundo exterior deixaram o animal aterrorizado. Quando foi resgatado, ele não tinha nada na jaula, apenas uma garrafa de plástico e um pequeno cobertor.

Os funcionários da instituição já haviam tentado anteriormente resgatar o animal, tentando convencer o dono a entregá-lo.

Publicidade

Os orangotangos desta região são uma espécie em vias de extinção e somente com a aplicação da lei é que foi possível concretizar o resgate.

Um dos homens responsáveis pelo salvamento declarou que o orangotango estava bastante estressado pela multidão que se formou em volta para ver o que estava acontecendo, ficando agressivo e nervoso, mas tentaram manter todos a distância para acalmar Kotap.

A International Animal Rescue divulgou que, aos 4 anos, o animal ainda deveria estar aprendendo com a mãe como se mover na #Floresta e fazer escaladas, qual tipo de alimentos deveria consumir e também aprender como construir ninhos para dormir.

Depois de um período de quarentena, Kotap será colocado com outros orangotangos e gradualmente reintegrado à floresta, habitat a qual pertence.