Um adolescente de 16 anos foi vítima fatal de excesso de cafeína. O jovem, que vivia na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, faleceu no mês passado, após ingerir uma grande quantidade de bebidas contendo a substância. O assunto veio à tona nesta semana, após a causa da morte ter sido revelada oficialmente.

Segundo informações da agência Reuters, o rapaz faleceu após desmaiar dentro da sala de aula, em uma escola de ensino médio. O mal súbito teria ocorrido após a ingestão de várias bebidas consideradas altamente cafeinadas, em um curto período de tempo.

Ainda de acordo com a agência de notícias, Allen Davis Cripe era considerado um jovem saudável, mas morreu uma hora após ingerir café com leite de uma rede de fast food, um refrigerante cítrico e um energético, em um intervalo de menos de duas horas.

Em entrevista à Reuters, o legista responsável pela autópsia, Gary Watts, explicou que a causa da morte foi parada cardíaca induzida pela #cafeína - o que teria causado uma arritmia em Davis.

Publicidade
Publicidade

Segundo o especialista, a causa foi constatada também em função de depoimentos de testemunhas, que relataram que o garoto teria ingerido as bebidas cafeinadas, antes de desmaiar na sala de aula.

Rapaz saudável

O jovem era considerado um rapaz saudável, o que foi constatado no trabalho dos legistas. "Não há sinais de doença cardíaca", relatou o legista Gary Watts à Reuters. Ele explicou, ainda, que o que determinou a morte do rapaz foi a forma como a substância foi ingerida: em um curto período de tempo. Além de ter tomado as bebidas no dia da morte, ele havia ingerido bebidas similares no dia anterior.

Nas redes sociais, as manifestações de pesar pelo falecimento foram muitas e revelam o quanto Davis era querido entre seus colegas.

Na postagem abaixo, feita na fan page da escola de música Freeway Music, da Carolina do Sul, onde o garoto fazia aulas de bateria.

Publicidade

"A Freeway Music está consternada com a perda devastadora de um de seus estudantes, Davis Cripe. Nossas sinceras condolências à família e aos amigos. Que eles estejam e suas preces nesse momento difícil", postou o perfil da emissora.

"Tenho um filho de 12 anos que vai sentir muito a falta de Davis às quartas-feiras, nas aulas de bateria. Muito triste", postou a mãe de um colega. "Muito triste ouvir essa notícia. Vamos rezar pela família", comentou outra internauta.

Na conta de Davis no Instagram, onde o jovem tinha mais de 500 seguidores, muita gente lamentou a morte dele. "Descanse em paz. Lamento saber o que aconteceu. Foi muito cedo e tudo por causa da #overdose de cafeína. Nossas condolências para com a família e os amigos", escreveu um seguidor.

Quantidades seguras

Existe um limite de cafeína que pode ser ingerido diariamente. Segundo informação da Mayo Clinic, um dos hospitais mais conceituados dos Estados Unidos, a quantidade segura de consumo de cafeína é de até 400 miligramas por dia.

Publicidade

Esse valor corresponde a 5 xícaras pequenas de café. Também representa o mesmo que 10 latas de refrigerante de cola ou 2 latas de bebida energética.

No caso do garoto morto na Carolina do Sul, a ingestão chegou a pelo menos 470 miligramas, sendo 142 do café com leite, 90 do refrigerante e 240 do energético. Em um curto período de tempo, acabou fazendo um estrago irreversível no corpo do rapaz. #adolescente morre