Todos os dias são divulgados em todos os meios de comunicações casos de violência sexual envolvendo crianças, mulheres e adolescentes. A maioria desses atos ilícitos são praticados por membros da própria família. As principais vítimas sempre são as crianças que não têm como se defenderem das garras dos seus agressores. Foi exatamente isso que aconteceu com uma criança, ela estava procurando na internet o que o seu pai fazia com ela e sua irmã toda a noite. Só que um professor viu tudo e acionou a polícia e o homem foi preso e pagará pelos seus atos atrás das grades. Entenda como tudo aconteceu.

Um homem foi preso acusado de estupro de vulnerável, na quarta-feira (24), na cidade de San Antonio, no Texas, Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado pelas autoridades locais como Anthony Garay, de 31 anos. Para a polícia, ele é o principal suspeito de ter abusado sexualmente da própria filha de 9 anos, e outra irmã da vítima. Conforme informações da polícia, os abusos aconteciam há cerca de um ano. Segundo a polícia, os abusos foram descobertos após um professor ter flagrado a vítima mais nova procurando por filmes pornográficos para assistir, enquanto estava na aula. O nome das vítimas não foi divulgado pela polícia para fins de proteção .

De acordo com informações divulgadas por meios de comunicação, quando o professor perguntou para a criança por que ela estava procurando por pornografia, a criança disse que estava procurando o que estava sendo feito com ela durante a noite. "Estou procurando o que meu pai tem feito comigo todas as noites. Ele não deixa eu dormir”, disse a vítima.

Publicidade

O professor entrou em contato com os Serviços de Proteção à Criança e um pesquisador foi enviado à escola para entrevistar a criança. A menina disse ao investigador que o acusado a violentava sexualmente há mais de um ano, desde que ela tinha 8 anos, e os abusos eram diariamente na residência onde ela mora.

No decorrer das investigações, foi descoberto que o acusado já estava sendo investigado pelo Serviço de Proteção à Criança, acusado de abuso sexual de dois parentes. Em seguida, a polícia do comando de Bexar pediu um mandado de prisão preventiva para o acusado na quarta-feira (24).

Com o mandado em mãos, os policiais foram até a residência do acusado onde ele foi preso e encaminhado para uma delegacia de polícia para prestar mais esclarecimento sobre o caso. Conforme conta em seu depoimento, ele confessou que abusava sexualmente das filhas há mais de um ano. De acordo com informações divulgadas pela polícia local, o acusado está enfrentado uma acusação de abuso sexual contínuo de uma criança, e um crime de primeiro grau. Ele permanece na prisão do condado de Bexar, mas ele pode ser posto em liberdade, caso ele pague uma fiança de aproximadamente R$ 244 mil reais. #Investigação Criminal #Casos de polícia