Nota de Esclarecimento: Essa notícia foi desmentida conforme você pode verificar clicando aqui!

Muita gente reclama que o jornalismo brasileiro é sensacionalista, mas não conhece como é o noticiário da mídia internacional. Tabloides como o 'Daily Mail' contam histórias que até Deus duvida. Na África acontece o mesmo. A região tem sua versão local do 'Daily Mail', mas que não tem nenhuma relação com o jornal da Inglaterra. Por lá, o que faz sucesso mesmo é o 'Daily Post'. Neste fim de semana, o site 'Daily Post' publicou uma história daquelas. Um pastor teria tentado andar sobre as águas, imitando Jesus Cristo, mas acabou devorado por três crocodilos.

Os dados são tão alarmantes que é bem provável que isso nunca tenha acontecido.

Publicidade
Publicidade

Vamos a seguir contar o que essa temida matéria disse e os possíveis sinais de que ela seja uma tremenda mentira. Ressaltamos, no entanto, que dificilmente alguém dirá com 100% de certeza se uma história estranha é ou não real. O jornal cita fontes, nomes e outros sinais que existem. O contexto é que é bastante superlativo.

A matéria do 'Daily Post' e que foi compartilhada por diversas outras páginas conta que um pastor da Igreja dos Último Dias teria tentado realizar um verdadeiro milagre em um rio do Zimbabwe. O homem foi identificado como Jonathan Mthethwa. Os sites dizem que tal fato ocorreu na manhã deste sábado (13), mas basta dar uma pesquisada para saber que isso não é bem verdade. Em fevereiro deste ano, um pastor com o mesmo nome também foi devorado por três exemplares de répteis na mesma região.

Publicidade

Veja abaixo um link que mostra uma das matérias sobre o falso caso que repercutiu em fevereiro:

Assim como na história de agora, a anterior informa que o religioso estava disposto a mostrar que tem poderes incríveis. Para tentar dar alguma veracidade a situação, os sites dizem que o corpo foi recolhido pela polícia. Basta pensar um pouco. Se o homem foi mesmo comido por três crocodilos, como é que ainda conseguiram resgatar o corpo dele? Um processo tão trabalhoso que beiraria o impossível. Algumas fontes que os sites entrevistam são citadas apenas com o primeiro ou o último nome, o que impossibilita uma pesquisa aprofundada da situação.

Nesse caso específico, a certeza de que o caso não ocorreu devido a matérias anteriores sobre a mesma situação e com as mesmas fontes. No entanto, em outros casos, fica impossível fazer esse tipo de apuração. A dica é sempre ter um olhar mais atento, quando a notícia prometer demais. No mais, pelo menos a história era bem engraçada. #Bizarro