De acordo com a rede BBC, o jornal árabe al-Rai informou que autoridades alfandegárias do Kuwait – país localizado no noroeste do Golfo Pérsico – se depararam com uma situação um tanto bizarra: enquanto faziam seu trabalho, os auditores apreenderam um pombo transportando 178 comprimidos de um poderoso anestésico que estava dentro de uma pequena mochila azul presa às costas do animal.

O pássaro foi capturado nas proximidades do edifício aduaneiro (local onde funciona o escritório governamental responsável por controlar o movimento de importação e exportação de mercadorias, além de cobrar as taxas cabíveis às transações) situado em Abdali, cidade que faz fronteira com o Iraque.

Publicidade
Publicidade

Segundo a BBC, Abdullah Fahmi – jornalista que trabalha para o al-Rai – afirmou que a droga foi identificada com sendo uma forma de cetamina, bastante apreciada pelo seus efeitos no chamado "uso recreativo" em festas.

Esta substância foi descoberta em 1962 e é comumente empregada tanto na medicina veterinária (especialmente em equinos) quanto na humana, onde além de funcionar como um anestésico geral, também atua no tratamento da depressão. Entretanto, quando consumida em doses a ponto de não fazer um indivíduo perder a consciência, a cetamina produz efeitos psicodélicos tais como alucinações e perturbações visuais, levando, inclusive, seu usuário a desenvolver um estado clínico semelhante ao de uma psicose esquizofrênica.

Pombos pegos "no flagra"

Abdullah Fahmi afirmou que os funcionários da alfândega de Abdali já sabiam que pombos estavam sendo utilizados ​​para contrabandear entorpecentes, mas esta foi a primeira vez que eles conseguiram flagrar um pássaro "no ato".

Publicidade

Entretanto, ainda de acordo com a BBC, o uso deste tipo de ave para transportar drogas já é conhecido em outras partes do mundo. A rede londrina de notícias relembrou, por exemplo, um caso que aconteceu em 2011, quando a polícia colombiana flagrou um pombo que estava tentando passar por cima do muro de uma prisão localizada em Bucaramanga. Naquela ocasião, o pássaro não conseguiu sobrevoar a parede alta por causa do peso de um pacote composto de maconha e cocaína que estava amarrado a ele.

Um evento semelhante ocorreu na Costa Rica em 2015, quando outro pombo foi flagrado pelos guardas da prisão La Reforma transportando 28 gramas de drogas (metade cocaína, metade maconha) em uma pequena bolsa com zíper presa ao seu peito. #Bizarro #Curiosidades