O governo do presidente norte-americano Donald #Trump tomou diversas medidas a fim de, segundo justificativa dele próprio, "reforçar a segurança nacional". Leia mais.

Medida polêmica

Trump ordenou que embaixadores dos EUA, situados em diversos países do mundo, requeressem mais informações sobre todo e qualquer viajante que quiser entrar em solo americano.

A decisão é tomada depois da polêmica que envolveu o bloqueio da tentativa de Trump em vetar a entrada de muçulmanos no país.

Segundo o jornal CNN, um agente do Departamento de Estado teria comunicado às embaixadas que as medidas seriam destinadas a melhorar eventual rastreio, além da verificação pessoal acerca das pessoas que solicitarem novos vistos.

Publicidade
Publicidade

Dados pessoais dos viajantes, de seus parentes, das redes sociais, do trabalho e da residência dos pretensos candidatos a ganharem um #visto de entrada nos EUA serão analisados e averiguados.

Logo, se está pensando em tirar visto para os Estados Unidos é bom se precaver. Para quem vai retirar o visto para os Estados Unidos pela primeira vez, já há todo um transtorno envolvido. Isso porque são dois dias de entrevistas na embaixada norte-americana no Brasil, a qual não tem "filiais" em toda a extensão do território nacional. Além disso, o fato de dados das redes sociais contribuírem para uma suposta análise de concessão de vistos também podem prejudicar muitas pessoas que sonham em visitar os EUA.

Decreto executivo de janeiro

Na época, diversas nações mundiais protestaram contra a postura de Trump, incluindo Chefes de Estado e Primeiros Ministros da Alemanha, da França, da Inglaterra, da Liga Árabe e outros.

Publicidade

Um dos únicos a não ter se pronunciado na época foi o governo iraquiano, o qual, posteriormente, somente afirmou que haveria 'retaliação', ou seja, que seriam tomadas medidas recíprocas em face de cidadãos norte-americanos que estivessem em solo iraquiano.

Finalmente, o Teerã, por meio de suas autoridades, também assumiu que tomaria medidas de reciprocidade em relação às eventualmente tomadas por Trump. O ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, havia até mesmo escrito no Twitter que os norte-americanos que já possuíam vistos da República Islâmica poderiam entrar no Irã sem qualquer transtorno.

E você, o que acha sobre os fatos? Trump tem razão em dificultar a entrada de estrangeiros que ainda não tenham tirado seus vistos?