Veja o que um motorista drogado fez em plena Times Square, uma das Avenidas mais importantes de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Terrorismo?

Richard Rojas, de 26 anos, é o suspeito de ter atropelado e matado pessoas na quinta-feira passada (18).

O homem dirigia um veículo e em determinado momento atinge vários pedestres que por ali passavam. No total, o criminoso atropelou vinte e duas pessoas e matou uma.

Logo depois dos fatos, o incidente foi tratado como #Terrorismo, por ser bem similar a fatos de autoria do ISIS e do Al Qaeda, como em Nice, Londres, Berlim, e na Universidade Estadual de Ohio, em novembro do ano passado.

Publicidade
Publicidade

Drogado e alucinado

No entanto, o prefeito de Nova Iorque, Bill de Blasio, disse a repórteres que não havia "indicação de que aquilo fosse um ato de terrorismo".

As autoridades, em vez disso, apontaram para uma possível influência de narcóticos e também de doenças mentais no causador do acidente.

Segundo o jornal The New York Times, Rojas disse que ouviu vozes e que teve alucinações durante os atropelamentos.

Apesar da influência das drogas, Rojas aparentemente agiu com vontade de cometer o #Crime.

Veja o vídeo e tire suas próprias conclusões:

Outras imagens divulgadas pela imprensa internacional mostram Rojas abandonando o veículo e atacando os transeuntes, antes de ser contido pela #Polícia. Uma testemunha disse à agência Associated Press que Rojas estava gritando e balançando os braços antes de ser derrubado pelos agentes.

Publicidade

O incidente fez com que o centro de Manhattan parasse por horas enquanto os serviços de emergência e as unidades antiterrorismo "inundavam" a região e bloqueavam a Times Square, em meio a temores de que fosse um ataque terrorista.

Na noite de quinta-feira, Rojas foi acusado de assassinato, tentativa de homicídio e homicídio com uso de veículo automotor, o que indica que as autoridades não parecem acreditar que se tratou de atentado terrorista. Porém, ficou claro que o homem teria agido daquela forma "porque quis".

"Parece ser intencional, já que estava atacando as pessoas", disse De Blasio em uma estação de rádio local.

Rojas tem uma ficha criminal extensa. Já foi preso por dirigir embriagado em 2008 e, também, em 2015, de acordo com o The New York Times.

No início do mês de maio ele foi acusado de ameaçar um homem usando uma faca de cozinha.

Ex-militar

Rojas serviu na Marinha dos EUA entre 2011 e 2014 antes de ser expulso pelo Tribunal Marcial, informou a Associated Press. Um amigo do homem disse que ele teria ficado problemático depois de ter sido expulso da Corporação.