Animais são seres incontroláveis, até mesmo quando são supervisionados por profissionais. Não é tão incomum sabermos de notícias que envolvem o ataque de feras a tratadores ou outras pessoas. De acordo com informações do portal de notícias R7, uma guarda feminina acabou morrendo após ser atacada em um zoológico da Inglaterra. Tudo aconteceu durante um feriado, no dia 29 de maio. A mulher acabou sendo devorada viva por um dos tigres, quando esse estava dentro da jaula. Ela recebeu várias mordidas e não resistiu. Outros seguranças e profissionais até tentaram chamar a atenção do animal com carne vermelha, mas não deu tão certo. Ele parecia estar mesmo irritado com a guarda e fez os tratadores do zoológico inglês viverem um dia para lá de assustador.

Publicidade
Publicidade

Caso é tratado como acidente, mas é investigado

No momento em que o ataque furioso do tigre aconteceu, a guarda feminina, que não teve o nome identificado, estava acompanhada de outra pessoa. Essa não conseguiu controlar a fúria do animal. O caso ganhou destaque também no 'Daily Mail'. A polícia trata a situação como acidente, mas, de qualquer forma, avisa que está investigando as circunstâncias de como tudo aconteceu. "Isto parece ter sido um mero acidente. Uma investigação completa está em andamento e esperamos divulgar mais detalhes assim que possível", disse a polícia, em entrevista ao tabloide inglês, famoso em todo o mundo.

Cena aterrorizante de morte de guarda não sai da cabeça de funcionários

A mulher acabou gritando fortemente por socorro, mas ninguém a pôde ajudar.

Publicidade

Nem mesmo o fato de os funcionários jogarem carne vermelha para o animal ajudou na situação. O zoológico decidiu fechar as portas e visitantes não puderam acompanhar o belo espaço. A instituição divulgou uma nota em que diz lamentar o fato, que também chama de "acidente". No texto, o zoológico prefere não detalhar o momento assustador e diz apenas que todos os funcionários estavam completamente consternados com a situação.

O zoológico é conhecido por dar um contato grande do animal com os frequentadores. Eles são separados apenas por uma grade. Após o ataque, muita gente questionou se esse hábito não era perigoso. A direção do zoológico garantiu que nenhum tigre escapou e que ninguém teve qualquer risco de ser atacado, a não ser a funcionária, que estaria dentro da jaula quando tudo aconteceu. Não foram informados detalhes sobre a despedida da guarda feminina. Não é a primeira vez que ataques de tigres matam alguém em um zoológico. Em janeiro, um turista foi morto ao tentar provocar um felino na China. #Crime #Investigação Criminal