Adolf Hitler estaria vivo. Pelo menos é o que garante um homem de 128 anos. Muito parecido com o ex-ditador, que ajudou o planeta a entrar na Segunda Guerra Mundial, o suposto Hitler nega que tenha morrido no conflito armado, como os livros de história garantem.

A história começou a ser compartilhada no mundo quando a foto de um homem idoso, que realmente de parece muito com a figura histórica, viralizou. Herman Gyunterberg é o homem que se diz como o grande enganador da humanidade. Durante cerca de 70 anos, ele viveu no silêncio e agora, com idade extremamente avançada, conta como teria enganado o mundo.

O que se sabe sobre a morte de Hitler nos livros de história

A polêmica com Herman parece absurda, mas ganhou muitos adeptos que acreditam nela.

Publicidade
Publicidade

Isso porque a história garante que Hitler e sua esposa, Eva Braun, já no final da Segunda Guerra Mundial e percebendo que a Alemanha Nazista já havia perdido o conflito, decidiram cometer o suicídio.

O ato contra a própria vida teria acontecido na cidade de Berlim, capital do país. Apesar de ambos terem se suicidado, os seus corpos nunca foram encontrados, o que fez com que, por anos, a teoria da morte de Adolf Hitler não fosse alvo de crença dos seus aliados e até dos próprios inimigos.

Desde aquele período, surgem teorias da conspiração. Algumas garantem que Hitler teria fugido com a esposa para a Argentina e, no país que faz divisa com o Brasil, preferiu ter um fim de vida tranquila.

Conheça a história do homem que garante ser o verdadeiro Hitler

A história de Herman Gyunterberg passou a ser conhecia, pois o jornal argentino ‘’El Patriota’’ decidiu publicar uma reportagem de como tudo teria acontecido, na visão do homem, é claro.

Publicidade

Ele diz que adulterou o seu passaporte no fim da guerra e foi se safar em um país latino-americano.

Por conta disso, Gyunterberg já teria uma idade bem avançada. Os editores do jornal afirmam que, para ser Hitler, ele teria que ter 128 anos e ser um dos homens mais velhos de toda a história.

Gyunterberg ou Hitler garante que fugiu da Alemanha assim que a vitória dos aliados ficou clara, mas que agora, depois de passado tanto tempo, ele não precisa mais ter medo de ser morto. Além disso, já teria vivido bastante.

Esposa nega que história seja verdadeira

O suposto Adolf Hitler diz que acabou sendo declarado culpado por crimes que jamais cometeu e que, por isso, passou grande parte de sua trajetória, simplesmente, fugindo dos judeus. O homem reclama de tal punição.

Angela Martinez, de 55 anos, esposa do alemão, não acredita no marido. Ela revela que o Gyunterberg estaria muito velho e que uma doença da terceira idade, o Mal de Alzheimer, o teria atingido. Angela garante que até mesmo o nome dela o marido chegou a esquecer. #Nazismo #AdoflHitler #Curiosidades