Um paramédico da Califórnia foi detido por ter alegadamente acariciado uma #adolescente, que estava precisando de de assistência médica. Jared Evans, de 32 anos, foi detido e está sendo acusado por #Assédio sexual, após alegadamente se ter aproveitado de uma condição de doença, para abusar de uma jovem. Na segunda-feira, esse paramédico recebeu o mandado para sua prisão e a polícia continua investigando o alegado caso de #Abuso Sexual, que aconteceu no dia 1º de abril.

De acordo com a estação de notícias KTXL, Jared foi acusado de abuso sexual, por sua péssima conduta, enquanto estava trabalhando como paramédico, em Sacramento.

Publicidade
Publicidade

Alegadamente, ele teria tocado inapropriadamente uma jovem de 19 anos, após ter sido chamado para assistência médica. A adolescente estava sofrendo convulsões e foi durante a viagem para o hospital local que aconteceu o assédio. Após ser inicialmente assistida logo no local, a jovem foi transportada, de ambulância para o hospital, juntamente com Jared, que deveria estar assistindo ela.

O Ministério Público do Distrito de Sacramento e a polícia estão investigando o incidente. As autoridades disseram que Evans, que também é um bombeiro de Sacramento, colocou as mãos sob a camisa da mulher e tocou o seu seio direito, enquanto ela estava inconsciente, de acordo com a estação de notícias KRCA. Após tocar o seio da jovem, o paramédico colocou novamente o seio de volta em sua camisa, e disse a um estagiário presente na ambulância: "Desculpe, cara, eu tive que fazer isso".

Publicidade

O estagiário mais tarde relatou o incidente de assédio a um supervisor e foi aí que o caso ficou conhecido e que a investigação se iniciou, uma vez que a adolescente estava inconsciente.

"O Departamento de Bombeiros de Sacramento toma a sério todas as queixas dos cidadãos e trabalha rapidamente para tomar as medidas apropriadas para minorar os danos. Quando esta queixa foi feita à Administração de Incêndio, ela foi imediatamente encaminhada para as autoridades responsáveis ​​para a aplicação da lei e uma investigação formal foi solicitada", disse o chefe da equipe de incêncios de Sacramento, Walt White, em um comunicado.

O caso aconteceu no dia 1º de abril e só nesta segunda-feira, dia 5 de junho, é que Jared Evans foi formalmente detido pela polícia de Sacramento. Entretanto, ele foi libertado da prisão com uma fiança de quase 12 mil reais.

O paramédico deverá reaparecer em tribunal, a 26 de setembro, onde ficará conhecendo a sua sentença, nesse caso de abuso sexual.