O #Facebook é uma rede social adorada por quase todas as pessoas do mundo. Com bilhões de usuários ativos, vem ganhando ainda mais força e sendo atualizado frequentemente para versões melhores. Por ajudar na comunicação a longa distância, na obtenção de novas amizades e no envio de arquivos, é considerado de grande utilidade para seu público.

Apesar de todos os benefícios trazidos pelo Facebook, é preciso tomar certos cuidados enquanto estiver usando para que não interfira de forma negativa em sua vida pessoal. Há pessoas tão viciadas que acabam se distraindo facilmente e deixando de lado seus deveres pessoais. Foi o caso de Cheyenne Summer Stuckey, uma mulher de 21 anos.

Publicidade
Publicidade

Ela estava dando banho em sua filha ainda bebê, Zayla Hernandes, e resolveu sair de perto da menina por um tempo para acessar o Facebook. Para infelicidade de Cheyenne, o chuveiro onde a garotinha estava sendo banhada ficou ligado e continuou enchendo a banheira sem que ela se desse conta, deixando a bebê submersa.

Cheyenne acabou se esquecendo da filha enquanto trocava mensagens na rede social. Quando ela finalmente lembrou que havia deixado a menina dentro da banheira, correu até o local, porém já era tarde, pois Zayla já não apresentava pulsação nem respiração. Ela chamou a ambulância em seguida para socorrer a #garota, que foi levada rapidamente para o hospital. Quando foi interrogada pela polícia, Cheyenne disse que tentou fazer ressuscitação na filha, mas não conseguiu porque não sabia fazer massagem cardíaca.

Publicidade

Ao chegar em uma unidade de atendimento de Azle, os profissionais que atenderam a garota constataram que Zayla já não estava com vida. Segundo a mãe, seu afastamento da criança tinha sido por poucos minutos. A polícia promoveu uma investigação na conta de Cheyenne e descobriu ela estava no Facebook já há 20 minutos. Depois que a menina foi examinada, o resultado da autópsia revelou o que já era de se esperar: Zayla morreu por afogamento. O fato aconteceu no dia 13 de junho deste ano, na cidade de Azle, estado do México, nos Estados Unidos. A mãe acabou sendo presa sob acusação de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ela aguardo julgamento na cadeia da cidade para saber se deve continuar presa.

O caso de Zayla serve de alerta para todos os pais de crianças pequenas. Um simples descuido pode ser fatal, pois #Bebês são muito frágeis e vulneráveis e necessitam de máximo cuidado e atenção.