A norte-americana Monaliza Perez, de 19 anos, e seu namorado Pedro Ruiz, de 22 anos, decidiram gravar um vídeo chocante para postarem no canal que possuem no YouTube.

Ela apontou uma pistola Desert Eagle calibre 50 em direção ao peito dele, que usava uma enciclopédia como 'escudo', e efetuou o disparo a cerca de 30 centímetros de distância do rapaz. A filha do casal, de apenas três anos, e cerca de outras 30 pessoas assistiram à tragédia que foi transmitida pelo YouTube Live. O jovem não resistiu e veio a falecer

Casal queria se tornar youtubers famosos

O casal, que residia no Estado de Minnesota, criou um canal no Youtube em maio deste ano, com a intenção de mostrar a vida real de um casal jovem que são pais adolescentes.

Publicidade
Publicidade

Segundo Monaliza, a ideia da “brincadeira” foi de seu companheiro. Ele acreditava que a enciclopédia, por ser grossa, conseguiria reter a bala. Ela afirmou que relutou muito, mas Pedro disse que isso os ajudaria a conquistar mais seguidores e a ficarem famosos.

Horas antes da tragédia, Monaliza postou no Twitter que iriam gravar “um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos”.

O vizinho Wayne Cameron confirmou à 'Wday TV' que ele e outros amigos da vizinhança assistiram a tudo e que era para ser uma brincadeira. Todos ficaram chocados e choraram com o desfecho, segundo ele.

Cláudia Ruiz, tia de Pedro, confirmou que o objetivo do casal era de conseguir mais visualizações e seguidores e com isso, a fama. “Eles se amavam”.

Jovem está presa

Claudia, que está grávida do segundo filho, foi presa e irá responder por homicídio culposo (que é quando não há a intenção de matar).

Publicidade

A polícia recolheu as duas câmeras utilizadas na gravação e a jovem deverá ser ouvida no tribunal na próxima semana.

Caso reacende a polêmica sobre o “vale tudo” dos youtubers

Nos últimos anos, o desejo de se tornar um youtuber famoso através de vídeos postados no YouTube, tem levado jovens a fazerem coisas inacreditáveis e, muitas vezes, extremamente perigosas. Nesse novo universo, existem os que se destacam por produzirem vídeos opinativos, de games, humor, música, etc, mas há também muitos que decidem apelar para brincadeiras e desafios arriscados. Alguns simulam a ingestão de bebidas ou alimentos que fazem mal à saúde, outros realizam “experiências” em que terminam machucados. É um 'vale tudo', para obter visualizações e seguidores, que vem sendo alvo de muitas críticas por parte de pais e educadores que temem que crianças possam imitar o que estão vendo. #Youtubers #Crime