Dois pais homossexuais, que já têm dois filhos adotados, estão prestes a receber seu primeiro filho biológico. O #Casal, Biff Chaplow e Trystan Reese, expressaram prazer em experimentar o que é criar uma criança e vê-la se desenvolver no útero antes de recebê-lo no mundo. Eles não tiveram isso com seus dois primeiros filhos adotados, então eles estão felizes em experimentar esse processo de nascimento "normal", de acordo com eles.

O casal, que morava em Portland, Oregon, adotou a sobrinha e o sobrinho de Biff, Hailey e Riley, depois que a irmã de Biff sofreu problemas de abuso de substância química em 2011. Embora eles adorassem ser pais para crianças de 6 e 9 anos, eles sempre desejavam ter um bebê por conta própria, então Trystan, que é #Transgênero, tentou por um bebê e ele primeiro conseguiu conceber em 2016, mas sofreram um aborto espontâneo às seis semanas.

Publicidade
Publicidade

Eles queriam esperar um ano antes de tentar de novo, mas devido às complicações médicas de Trystan ter que sair da testosterona, eles decidiram continuar imediatamente.

Trystan está grávido e ele deve dar a luz neste verão. Trystan explicou em seu site os motivos de ele querer engravidar como pessoa transgênero. Ele disse que sabia que as pessoas eram curiosas, mas tinham muito medo de perguntar.

“Algumas pessoas pensam que as pessoas trans nasceram nos corpos errados, e realmente odiamos nossos corpos, e é por isso que precisamos de transição. Para mim, apenas a transição normalmente, tomando testosterona para que eu tenha barba e minha voz não seja aguda, é o suficiente para mim. Nunca senti como precisar mudar meu corpo. E com certeza não odeio meu corpo. Eu sinto que meu corpo é impressionante, eu sinto que é um presente ter nascido com o corpo que eu tenho.

Publicidade

Então, se você pode começar a entender isso, então ele começa a ter mais sentido que não seria totalmente estranho que eu desejasse criar e levar um bebê", disse Trystan.

Biff também revelou, em um podcast, que ele e Trystan tinham sido muito cautelosos nos primeiros estágios da gravidez. Trystan pesava-se "obsessivamente" e continuava a fazer testes repetidos de gravidez. Pouco antes do teste de seis semanas, Trystan chamou o médico para dizer que ele ia ser pai novamente. Trystan também revelou no podcast que ele sentiria as pessoas olhando seu rosto para sinais e remanescentes de feminilidade por causa de sua gravidez.

O casal disse que pararam de ter esses medos, pois notaram que não tinha fundamento. Seus médicos também são muito positivos de que tudo irá orrer bem. O casal espera que o bebê seja um menino e já esteja brincando que é "diagnóstico masculino". #gay