Um caso trágico aconteceu em uma #Escola da China, quando uma #menina de 6 anos morreu sufocada. De acordo com uma testemunha, a pequena Guo Jinton estava na sala de aula, da escola primária, quando um castigo de um professor lhe poderia ter provocado a morte.

A escola ainda não se pronunciou, mas o governo já abriu uma investigação, apesar de ainda não existir uma conclusão oficial para apontar a causa da morte. O incidente aconteceu em uma escola da cidade de Huadian, na província de Jilin, na China, quando um professor colocou fita adesiva na boca da menina.

Supostamente, a pequena Guo Jinton era uma criança muito expressiva e agitada, e o professor já a teria alertado, durante a manhã, para ela estar calada.

Publicidade
Publicidade

No entanto, durante uma aula de ginástica, a menina estaria conversando com os amiguinhos, enquanto fazia os seus exercícios físicos.

O professor, que não foi identificado pela imprensa chinesa, ficando com sua identidade protegida até o final do inquérito, resolveu castigar a menina. De acordo com uma testemunha, que é funcionária da escola, ele "fechou a boca" da menina usando uma fita adesiva e, possivelmente, cola, apesar de a testemunha não afirmar a parte da cola com total certeza.

Os exames pós-mortem vão ajudar a aclarar também esse detalhe. O homem teria dito que Guo estava "chata demais" e sua solução para silenciá-la foi a mais drástica. A criança continuou correndo, durante os exercícios, com a boca tapada pela fita, até que ela sofreu um colapso.

Quando a menina caiu, o professor não teve outro jeito e levou-a à enfermaria da escola.

Publicidade

Rapidamente, eles chamaram os paramédicos, que ainda levaram Guo para o hospital, onde sua morte seria declarada, pouco depois. Apesar dos esforços, os médicos disseram que "não conseguiram trazê-la de volta à vida".

A imprensa chinesa fala que a menina morreu sufocada e, aparentemente, foi mesmo essa a causa da morte, apesar de ainda não estar confirmado pelas autoridades. O governo abriu rapidamente um inquérito sobre esse caso, juntamente com a polícia local.

Iniciada a investigação, o professor parte como o suspeito pela morte da menina. A escola ainda não fez qualquer declaração sobre o incidente trágico, apesar de várias pessoas se terem reunido, na porta da escola, fazendo uma vigília, à luz de velas, em memória da pequena Guo Jintong.

Também os pais da menina permaneceram, em silêncio, sentados no chão na frente da escola. O casal estava devastado com a perda e clamava por uma resposta da escola, depois de receber a triste notícia do falecimento da filha. #Professora