Esta é uma das poucas bonitas histórias em meio ao terror do #Incêndio na Torre Grenfell, em #londres. Uma #Mulher, de 32 anos, estava dada como desaparecida, após incansáveis buscas de vizinhos e amigos. Fadumo Ahmed até apareceu na lista de desaparecidos confirmados e, como ela morava em um dos andares mais altos, no 19º, poucos acreditavam que ela tivesse realmente sobrevivido. No entanto, foi com enorme emoção que todos descobriram nessa quinta-feira (22) que ela está no hospital, após ter sido salva por um bombeiro, considerado um herói pela família de Ahmed.

A mulher, que trabalhava na limpeza de um prédio, ainda teve tempo para se despedir de sua mãe.

Publicidade
Publicidade

Ela morava no 19º andar desse trágico prédio, que começou arder após explosão no quarto andar. Quando percebeu o fogo, ela já não era mais capaz de descer. Desesperada com as chamas e a fumaça, ela fez uma última chamada para sua mãe, acreditando que seria sua última conversa: "Não posso mais descer. Não consigo descer. Estou nas mãos de Deus agora. Reze por mim. Adeus".

Depois de escutar essas palavras, toda a família de Ahmed desabou em choro. Porém, ela ficou nas mãos dos bravos bombeiros que, apesar de toda situação de perigo, conseguiram resgatar várias vítimas.

Até o momento, são confirmadas 79 vítimas mortais, de um número que poderá ainda subir. Ahmed, para a felicidade da família e contrariando as estatísticas, não é uma delas.

Mulher foi encontrada com vida em meio ao caos

Ela foi resgatada já no 18º andar, quando estava descendo pelas escadas e teria desmaiado pela inalação de fumaça.

Publicidade

A sua sorte foi quando um bombeiro a encontrou e a levou para fora do edifício. Depois de resgatada, Ahmed foi levada para um hospital junto com muitas outras vítimas. No seu caso, os seus ferimentos foram provocados pela fumaça e não por queimaduras.Oito dias depois da tragédia, ela continua internada, mas não está correndo risco de vida.

Sua família tem passado todo tempo ao seu lado. Quando recebeu a última chamada, a mãe de Ahmed temeu o pior e pensava que não veria novamente a sua filha. A sua foto foi colocada em cartazes nas ruas e e os amigos desesperavam por informações.

A verdade é que ela esteve sempre no hospital, enquanto todos procuravam por ela. "Ele [o bombeiro] é um herói. Ele salvou sua vida. Caso contrário, ela não teria saído.Estamos tão felizes que ela está bem. Quando vimos o quão ruim estava o fogo e sabíamos que ela estava dentro, foi terrível. Nós não achamos que mais ninguém poderia sair daqui vivo", contou a mãe, que não quis revelar a identidade.